Operação Pescador 7ª está nas zonas Sul e Centro-Sul de Manaus

Momento em que a Polícia Civil anunciava a 7ª edição da Operação Pescador, em Manaus
Momento em que a Polícia Civil anunciava a 7ª edição da Operação Pescador, em Manaus

Manaus – A Polícia Civil do Amazonas deflagrou no início da noite de sexta-feira, 31, a sétima edição da operação Pescador, nas zonas Sul e Centro-Sul de Manaus. Em apenas 6 horas, foram realizadas 3.124 abordagens, sendo 1.689 pessoas e 1.435 veículos. Quatro pessoas foram presas e uma adolescente de 16 anos apreendida, em situações distintas. A jovem estava com R$ 1 mil e 16 trouxinhas de substância com aparência de maconha.

Nenhum furto de veículo foi registrado nas zonas que receberam a operação. Em contrapartida, 39 veículos foram apreendidos, sendo 23 carros e 16 motocicletas por licenciamento em atraso e falta de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Também foram lavrados 49 autos de infração e apreendidos 14 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), além de 10 CNHs.

Ao todo, 150 policiais civis participaram da ação com apoio do helicóptero do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) da instituição. Delegados, investigadores, escrivães e integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), além de agentes do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) montaram barreiras em locais estratégicos com o intuito de identificar, inibir e combater práticas ilícitas.

Com a sétima edição, os órgãos que compõem a Segurança Pública do Estado completaram um ciclo da operação percorrendo todas as zonas da cidade, concentrando esforços para reduzir a criminalidade e garantir a tranquilidade da população. Contudo, o trabalho não vai parar e as zonas voltarão a ser alvos da operação, pelo menos até dezembro. Conforme o secretário de Estado de Segurança Pública (SSP), Sérgio Fontes, a Polícia Civil tem desempenhado papel fundamental para atingir esse objetivo, o que reforça o planejamento de continuidade da Pescador.

“A cada operação aprimoramos ainda mais nosso trabalho. O resultado aumenta e se torna mais eficiente. A Polícia Civil tem se mostrado parceira e colaboradora dessa iniciativa, a exemplo da Polícia Militar. A operação terá novas edições sem data para acabar”, destacou.

De acordo com o delegado geral, Orlando Amaral, a iniciativa tem sido cada vez mais intensificada e se tornado uma marca na redução de crimes na capital. “A operação Pescador tem surtido grande efeito, uma vez que temos realizado prisões, seja em cumprimento a mandado ou em flagrante. Mesmo que a operação não resulte em prisão, para nós o objetivo é alcançado porque o principal intuito é evitar que o crime aconteça, além de reforçar a sensação de segurança para a população e de intranquilidade para o bandido”, ressaltou.

O delegado geral adjunto, Raimundo Acioly, chama atenção para o reconhecimento da população ao trabalho desenvolvido pela Polícia Civil nas operações. “Estamos diminuindo os índices de criminalidade. A população reconhece isso e nos aplaude mostrando que aceitou a iniciativa de combate ao crime”, afirmou. O fato ratificado é pelo coordenador da operação, delegado Fábio Martins. “Os moradores se sentem satisfeitos com a presença da polícia, oferecem água e ajudam com denúncias porque têm o mesmo objetivo da polícia de contribuir e garantir a segurança”, disse.

Diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da instituição, Rozenildo Benedetto, observou que a ação tem combatido não apenas crimes, mas resultado em prisões de pessoas que tinham mandado em aberto. “Realizamos abordagens de motocicleta, carros e pedestres no sentido de inibir o crime e retirar armas e drogas de circulação. Mas temos feito, também, prisões em cumprimento a mandado de prisão de pessoas pendentes com a Justiça”, disse.

Operação pescador faz abordagens
Operação pescador faz abordagens

Prisões e apreensão

Quatro pessoas foram presas pela Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), em cumprimento a mandado de prisão, durante a operação Pescador 7 e uma adolescente apreendida. Bruno Laborda da Silva, 19, por exemplo, foi preso, no Beco São Vicente de Paula, bairro Educandos, zona Sul, em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 14 de novembro de 2014, pela 1ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute), por tráfico de drogas. O crime ocorreu em março de 2014.

Já Elias Guilherme Abreu de Lima, 28, foi preso na Rua do Igarapé, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 11 de maio deste ano, pela 1ª Vecute, também por tráfico de drogas. O crime ocorreu em outubro de 2013.

Ademiro Ferreira Nunes, 38, foi preso na Avenida Mário Ypiranga Monteiro, Adrianópolis, zona Centro-Sul, em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 26 de fevereiro de 2014, pela 2ª Vara do Tribunal do Júri, por tentativa de homicídio. O crime ocorreu em dezembro de 2001.

A última a ser presa foi Vanessa Miranda Gonçalves, 22, na Rua Senador Fábio Lucena, bairro Dom Pedro, em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 10 de janeiro de 2013, pela Comarca de Anori, por homicídio. O crime ocorreu em 2012. O mandado era para o endereço onde Vanessa estava morando, na Avenida Humberto Calderado Filho, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul, porém no local os policiais souberam que ela estava no bairro Dom Pedro.

Números

Todo o equipamento da operação foi checado
Todo o equipamento da operação foi checado

150 é o número de policias civis que participaram da operação Pescador 7. O quantitativo inclui os profissionais do 1º; 2º; 3º; 7º; e 24º Distritito Integrado de Polícia (DIP) da zona Sul, além do 12º; 16º; 22º e 23º DIP da zona Centro-Sul e 1º Seccional Sul, coordenada pelo delegado titular Rodrigo Barreto.

4 prisões foram realizadas e uma adolescente apreendia.

Um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi feito por porte e consumo de drogas. Elias Klício Costa de Oliveira estava com 23 porções de pasta base cocaína.

Cronologia operação Pescador

Fase 1 – dia 9 de julho – SSP, PC e PM – Todas as zonas de Manaus

Fase 2 – dia 15 de julho – SSP e PC – Zona Leste

Fase 3 – dia 20 de julho – SSP, PC e PM – Todas as zonas de Manaus

Fase 4 – dia 21 de julho – PC – zona Norte

Fase 5 – dia 23 de julho – SSP e PM

Fase 6 – dia 24 – PC – Zona Oeste e Centro-Oeste

Fase 7 – dia 31 de julho – Zona Sul e Centro-Sul

Amazonianarede-DGP

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.