Vettel vence em Abu Dhabi e iguala recorde de Schumacher

(Fonte: F1 Mania)

Sebastian Vettel dominou completamente o GP de Abu Dhabi deste domingo (3), no circuito de Yas Marina, vencendo com autoridade pela sétima vez consecutiva na temporada.

Mark Webber completou a dobradinha da Red Bull, enquanto Nico Rosberg foi o melhor do resto, conquistando a terceira posição para a Mercedes. Felipe Massa foi o oitavo.

Romain Grosjean chegou a brigar pelo pódio, mas não conseguiu acompanhar Rosberg e teve de se contentar com a quarta posição, logo à frente de Fernando Alonso, que permanece sob investigação da FIA por uma ultrapassagem feita fora dos limites da pista sobre Jean-Éric Vergne. O espanhol fez a volta mais rápida da corrida, depois de colocar pneus macios no stint final da prova.

Paul di Resta apostou na estratégia de somente uma parada e conseguiu terminar na sexta posição, à frente de Lewis Hamilton. Felipe Massa, em oitavo, também tentou a estratégia de uma parada só, mas teve de mudar de ideia, pois seus pneus não aguentariam. Sergio Pérez foi o nono e Adrian Sutil completou o top-10 para a Force India.

A Fórmula 1 2013 segue para seu fim. Dentro de duas semanas, ela aterrissa em Austin, para o GP dos Estados Unidos. Uma semana depois, será a vez do GP do Brasil encerrar a temporada em São Paulo.

Como foi a corrida em Abu Dhabi:

Na largada, Vettel pulou para primeiro e deixou Webber brigando com as duas Mercedes. Rosberg ganhou a segunda posição, à frente de Webber, Grosjean e Hamilton. Alonso largou bem e passou Massa, mas o brasileiro foi bem e recuperou a posição. Lá atrás, Raikkonen ia encostando sua Lotus, com a suspensão dianteira direita quebrada, após um toque com Charles Pic.

Quem também teve toque foi Button, que precisou trocar a asa dianteira que ficou danificada na largada, parando na terceira volta. Enquanto isso, Vettel já ia sumindo na frente, com 4s de vantagem sobre Rosberg. Com cinco voltas completadas, estes eram os dez primeiros: Vettel, Rosberg, Webber, Hamilton, Hulkenberg, Massa, Alonso, Pérez e Di Resta.

Na sexta volta, Maldonado inaugurou a janela de pit-stop, colocando pneus médios, os mais duros do fim de semana. Um giro depois, foi a vez de Pérez. Hamilton entrou em seguida, o primeiro dos ponteiros a parar. Webber e Grosjean, que brigavam pela terceira posição, foram para o box na nona volta. O australiano saiu antes que o francês e conseguiu ficar na frente também de Hamilton.

Hulkenberg colocou pneus duros novos na décima volta, quando ocupava a quarta posição. Rosberg encostou na garagem da Mercedes um giro depois, também para colocar pneus duros. Com isso, os dez primeiros estavam assim: Vettel, Massa, Alonso, Di Resta,Vergne, Rosberg, Sutil, Webber, Grosjean, Gutiérrez. Destes, somente Rosberg, Webber e Grosjean haviam parado. Vettel tinha 25s de vantagem sobre Massa.

O líder da prova e tetracampeão parou na 15ª volta, ao mesmo tempo emque as câmeras mostravam Raikkonen pegando seu carro (de rua) e indo embora do circuito de Yas Marina. Na pista, Rsoberg conseguia a ultrapassagem sobre Vergne para ser quinto. Fernando Alonso parou na 17ª passagem, enquanto Massa seguia na pista com tempos de voltas ainda confortáveis, mesmo com pneus macios usados. Na volta 19, era a vez do brasileiro. Os dois iam para uma parada.

Enquanto isso, Hamilton via sua estratégia ir por água abaixo, ficando preso atrás de Gutiérrez. O mesmo acontecia com Grosjean atrás de Sutil. Na volta 19, os dois conseguiram passar. Na vigésima volta, os dez primeiros eram: Vettel, Di Resta, Rosberg, Webber, Grosjean, Sutil, Hamilton, Massa, Hulkenberg, Bottas. Di Resta parou uma volta mais tarde, também na estratégia de uma parada só.

Na volta 25,a coisa esquentou entre Hamilton e Sutil. Primeiro,o inglês passou o alemão, mas levou o troco em seguida.Felipe Massa, que não é bobo, pegou o vácuo de Sutil e também passou Hamilton. Uma volta depois, o brasileiro deixou Sutil para trás. Mais atrás, Alonso era o oitavo, ao ultrapassar Hulkenberg. Massa encaminhava sua corrida para terminar em segundo, mas Alonso vinha acelerando e chegando no brasileiro, depois de passar para sexto.

Após a segunda parada de Grosjean, na volta 38, Felipe Massa não conseguiu ficar à frente do francês e agora brigava com Alonso. O espanhol estava mais rápido, com pneus mais conservados. Na volta 39, o brasileiro mudou de ideia: seus pneus não aguentaram a estratégia de uma parada só.Então, foi obrigado a parar; no pit-stop, problema na roda dianteira esquerda atrasou ainda mais o brasileiro.

Na 40ª volta, os dez primeiros eram: Vettel, Webber, Rosberg, Grosjean, Alonso,Di Resta, Vergne,Hamilton, Massa, Bottas. O alemão tinha 32s de vantagem na liderança, enquanto Massa ia ter que remar tudo de novo, com pneus duros mais novos. Alonso não tinha mais chance de chegar em terceiro, já que Rosberg e Grosjean tinham feito suas duas paradas.

Massa seguia Hamilton de perto. Na volta 45, o inglês usou o DRS e deixou Vergne para trás, pulando para sétimo. O brasileiro tentou passar junto, mas não conseguiu. Enquanto isso, Alonso foi para o box e colocou pneus macios novos e, ao sair, conseguiu ficar à frente de Vergne e Massa de maneira cinematográfica, utilizando as zebras e a área de escape para conseguir a manobra. Somente na volta 47 Massa ultrapassou Jean-Éric.

Em seguida, a FIA anunciou que estava investigando Fernando Alonso pela ultrapassagem feita fora dos limites da pista. Um olhar mais atento mostra que o espanhol poderia ter sido forçado a ir para fora da pista por Vergne.

Enquanto isso, a Ferrari leve e de borracha macia ia fazendo a volta mais rápida da corrida, em seguida batida por Grosjean. Mais rápido, não foi difícil para Alonso ultrapassar Hamilton e Di Resta para voltar a ser o quinto colocado.Foi uma boa mudança de estratégia colocar pneus macios no fim da corrida.

Confira o resultado do GP de Abu Dhabi:

1) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 2
2) Mark Webber (AUS/Red Bull), 2
3) Nico Rosberg (ALE/Mercedes GP), 2
4) Romain Grosjean (FRA/Lotus), 2
5) Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1
6) Paul di Resta (ESC/Force India), 1
7) Lewis Hamilton (ING/Mercedes GP), 2
8) Felipe Massa (BRA/Ferrari), 2
9) Adrian Sutil (ALE/Force India), 1
10) Sergio Perez (MEX/McLaren), 2
11) Pastor Maldonado (VEN/Williams), 2
12) Jenson Button (ING/McLaren), 2
13) Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), 2
14) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber), 3
15) Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), 2
16) Valtteri Bottas (FIN/Williams), 2
17) Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), 2
18) Giedo van der Garde (HOL/Caterham), 2
19) Charles Pic (FRA/Caterham), 2
20) Jules Bianchi (FRA/Marussia), 2
21) Max Chilton (ING/Marussia), 2
OUT) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus), 0

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.