TJAM inicia trabalho para recuperar e catalogar processos históricos do acervo

Acervo de processos históricos do TJAM, está sendo reorganizado e catalogado
Acervo de processos históricos do TJAM, está sendo reorganizado e catalogado
Acervo de processos históricos do TJAM, está sendo reorganizado e catalogado

Amazonas – Acadêmicos de História iniciaram um trabalho de catalogação dos processos mais relevantes do acervo encontrado no Arquivo Central do Tribunal de Justiça do Amazonas. A iniciativa tem o apoio da presidente do TJAM, desembargadora Graça Figueiredo, e deve ser concluída ainda neste segundo semestre.

“Vamos dar acesso aos pesquisadores para fins de análise da documentação histórica. Pesquisadores que estão fazendo tese de mestrado e doutorado já solicitaram informações sobre o acervo. Para que possamos dar este suporte, estamos trabalhando esta documentação. Vamos ordenar, separar por tipologia, fazer um tratamento de higienização, registro e, futuramente, fazer a digitalização e oferecer o arquivo de maneira online”, revelou o arquivista Renan Oliveira.

A acadêmica do curso de História da Universidade Federal do Amazonas e estagiária do TJAM, Juliana Negreiros, explica que já foram selecionados 25 processos, mas o trabalho de pesquisa ainda está em andamento. “Estamos fazendo a busca e selecionando. Ainda não concluímos, mas já encontramos alguns bem interessantes, principalmente entre a década de 30 e 50

Alguns estão um tanto deteriorados. Mas a maioria está em bom estado de conservação, você consegue ler e manipular. Estamos organizando na caixa-arquivo e vamos catalogar”, afirmou Juliana.

Livros históricos

Além dos processos arquivados oriundos das Varas do Tribunal de Justiça, o Arquivo Central contempla também livros históricos, estatísticas, o próprio acervo histórico do Tribunal, selecionado pela Comissão Permanente de Avaliação de Documentos, além de certidões de casamento e de óbito.

“Temos também livros que tratam da época da escravidão e obras do início do século passado que repercutiram bastante na cidade. Nosso trabalho visa tanto dar suporte para a administração do Tribunal como para sociedade, para fins de pesquisa”, ressaltou Renan, apontando também para o cuidado especial durante a manipulação de documentos históricos.

Ampliação

A obra de ampliação do Arquivo Central já está em andamento e o local deve estar totalmente equipado em 45 dias, de acordo com previsão da Divisão de Engenharia do TJAM.

“Vamos ter uma sala de gerência de arquivo, onde vão se concentrar os servidores e os estagiários que trabalham na parte administrativa. Teremos outra sala para receber o pesquisador. Outras duas salas, sendo uma bem maior para receber os documentos oriundos das varas, e uma outra um pouco menor, que será exclusiva para o acervo histórico para fins de tratamento e pesquisa”, revelou o arquivista Renan Oliveira.

Entre as ampliações, o Arquivo Central do TJAM terá um novo espaço para conservar o acervo histórico que precisa de um tratamento diferenciado com controle de temperatura e da umidade relativa do ar. “Vamos ter esta sala exclusiva para controlar a temperatura ambiente através de aparelho de ar-condicionado e desumidificador de ar. Lá haverá acesso somente para fins de pesquisa do documento histórico”, assegurou Renan.

Amazonianarde-Ascon,Tjam

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.