Termina o 9º Festival Film e o amazonense “Chão Molhado” leva três estatuetas

Amazonas Film Festival

Amazonas Film Festival

Amazonianarede – Redação

Manaus – Considerado um grande sucesso pelos críticos, foi encerrado ontem a noite com cerimônia realizada no Teatro Amazonas, após seis dias de intensas atividades e a exibição de mais de 80 horas de filmes, a 9ª Edição do Amazonas Film Festival, promovido pelo Governo do Amazonas através da Secretaria de Cultura, com ações desenvolvidas na capital e em alguns municípios.

Durante o evento, o público assistiu a exibição de setenta e três filmes amazonenses, sessenta e cinco nacionais e vinte e cinco internacionais, dos quais trinta e três fizeram parte da mostra competitiva na disputa pelo troféu “Voo da Floresta” nas categorias curta-metragem Brasil e longa-metragem.

Pelo voto popular, o curta-metragem amazonense “Retratos de Manaus” encabeçou a lista dos vencedores, mas o grande destaque do Festival foi o documentário amazonense “Chão Molhado” que levou três estatuetas.
.
Confira lista de vencedores:

Concurso Amazonas de Roteiro 35mm: Strip Solidão
Curta-metragem de documentário
Melhor curta-metragem, pelo voto popular: Retratos de Manaus
Melhor fotografia: ‘Chão Molhado’
Melhor roteiro: ‘Retratos de Manaus’
Melhor diretor: Everton Macedo, por ‘Chão Molhado’.
Melhor documentário: ‘Chão Molhado’.
Curta-metragem Amazonas
Melhor filme, pelo voto popular: ‘Uma Doce Dama’
Melhor fotografia: ‘A última do Tambor’
Melhor atriz: Beatriz Beraldo, de ‘ET SET ERA’
Melhor ator: Breno Castelo, de ‘A Última do Tambor’
Melhor diretor: Rafael Ramos dos Santos, de ‘ A última balada’
Melhor filme: ’ET SET ERA’
Curta-metragem Brasil
Melhor filme, pelo voto popular: ‘A galinha que burlou o sistema’, Quico Meirelles (São Paulo)
Prêmio especial do Juri: ‘A Cidade’, Liliana Sulzbach (Rio Grande do Sul)
Melhor fotografia: ‘Monumento’, Andréa Brandão (São Paulo)
Melhor roteiro: ‘A mão que afaga’, Gabriela Amaral Almeida (São Paulo)
Melhor atriz: Luciana Paz, de ‘A mão que afaga’ (São Paulo)
Melhor ator: Rafael Souza Ribeiro, de ‘A dama de Estácio’ (Rio de Janeiro)
Melhor diretor: Nara Normande, de ‘Dia Estrelado’ (Pernambuco)
Melhor filme: ‘Linear’ (São Paulo)
Longa-metragem
Melhor filme, pelo voto popular: ‘Teddy Bear’, de Mads Matthiesen (Dinamarca)
Melhor roteiro: ’The Angels Share’, de Ken Loach (Reino Unido)
Escolha do júri: ‘Compliance’, de Craig Zobel (Estados Unidos)
Melhor atriz: Hermila Guedes, de ‘Era uma vez eu, Verônica’ (Brasil)
Melhor ator: Begê Muniz, de ‘A Floresta de Jonathas’ (Brasil)
Melhor diretor: Mads Matthiesen, de ‘Teddy Bear’ (Dinamarca)
Melhor filme: ‘Era uma vez eu, Verônica’, de Marcelo Gomes (Brasil)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.