Sábado é dia de Ópera na Cidade Nova

Manaus – A primeira pocket ópera do XVII Festival Amazonas de Ópera (FAO) acontece neste sábado, às 19h, no Centro de Convivência da Família Padre Vignola, na Cidade nova, com o Vesperal Lírica Bradesco – La Traviata, de Giuseppe Verdi. A entrada é franca.

O FAO é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura, com patrocínio máster do Bradesco.

Segundo explica o diretor musical e pianista da noite, Hilo Tiago, também maestro, a série Vesperal consiste basicamente em apresentar óperas de forma reduzida e compacta, com edição musical, mas sem perder conteúdo e conceito. “São pequenas montagens, feitas para espaços menores, em geral acompanhadas de piano, com os principais trechos da composição”, diz o diretor. Esse ano, além da Cidade Nova, o Centro de Convivência da Aparecida e o Teatro da Instalação receberão pocket ópera este mês.

Na estreia da Vesperal La Traviata, além de Hilo ao piano, participam da apresentação o Madrigal da Casa de Música Ivete Ibiapina e os solistas Carol Martins, Cristhiano Silva, Josenor Rocha, Raquel Brasil, Regina Santiago, Fabiano Cardoso, Joubert da Costa Coelho, Ramakris Elessondres, Roberto Paulo e Isaac Braga, todos membros do Coral do Amazonas. Os cenários e figurinos são do acervo da Central Técnica de Produção (CTP), com direção cênica de Elis Marinheiro. Os solistas interpretam os papeis principais da famosa ópera de Verdi e o coro fica com o Madrigal, sob o comando da maestrina Natalia Sakouro.

O Vesperal tem em torno de 1h40 de duração e Hilo Tiago espera uma boa recepção do público, que, em geral, lota os espetáculos líricos neste formato. “Usamos peças famosas e músicas conhecidas, atrativas. As montagens em geral são bem humoradas e alegres, chamando atenção de crianças a adultos. Apresentamos os principais trechos, editando grandes coros e repetições, mas sem perder a linha da história. Continua sendo a ‘La Traviata’, em três atos”, explica o pianista. A novidade para esta edição será o uso de legendas nas apresentações.

A série lírica tem como objetivo principal aproximar o público da ópera, levando a arte onde o povo está. “Fazer montagem para pessoas que nunca assistiram ou ouviram ópera, criando novos públicos. E é para entretenimento”.

“La Traviata” é uma ópera em três atos, de Giuseppe Verdi, baseada no romance “A Dama das Camélias”, de Alexandre Dumas Filho, que estreou em 1853, em Veneza (Itália). As próximas vesperais acontecem dia 11, na Aparecida, e dia 18, na Instalação, sempre às 19h, e com entrada gratuita.(Assessoria)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.