Rosa Passos faz tributo a Djavan no 8º Festival Amazonas Jazz

Manaus – Proclamada pelo jornal espanhol El Pais como a “melhor interprete de Bossa Nova desde o mestre João Gilberto”, a diva baiana Rosa Passos é uma das atrações mais festejadas da edição 2013 do Festival Amazonas Jazz.

O evento anual é promovido pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura.
Neste ano, o Festival acontece entre os dias 23 a 28 de julho, em um total de 12 espetáculos no Teatro Amazonas e cinco workshops e oficinas abertas ao público no Palácio Rio Negro.

Acompanhada pelo quarteto piano, bateria, baixo (acústico e elétrico) e violão – Fábio Torres, Celso de Almeida, Paulo Paulelli e Luiz Galvão, respectivamente – Rosa preparou um repertório baseado em seu mais recente trabalho “Samba Dobrado”, lançado no mês passado e um verdadeiro tributo a um dos grandes músicos brasileiros de todos os tempos, o alagoano Djavan, que fez questão de participar da produção do álbum. Ela sobe ao palco dia 27, às 20h30, no Teatro Amazonas.

Rosa Passos e Djavan são amigos e admiradores mútuos de longa data (ela já havia gravado “Sim e Não” em seu CD de estreia há 22 anos) e o espetáculo que se propõe a apresentar em Manaus tem percorrido todo o País, sendo que em breve estará nos palcos do Japão, Europa e América do Norte.

Nele, o casting é de 16 canções nas quais se destacam as músicas e hits dos anos 1970 a 1980. Entre elas, as interpretações refinadas e o violão Bossa Nova em “Pétala”, “Samurai” e “Tenha Calma”, os arranjos de “Maçã” e o grand finale com “Açaí”.

Filha de pais apaixonados por música, aos três anos Rosa Passos deu os primeiros “passos” no piano, mas foi aos 11 anos que sua vida mudou com o disco “Orfeu”, de João Gilberto, que a convenceram a trocar as teclas pelas cordas do violão e dedicar-se definitivamente a carreira de cantora.

Com seu estilo único e extraordinário, coleciona fãs em todos os continentes assim como parcerias históricas com grandes nomes como Hermeto Pascoal, Claire Fisher, Johnny Alf, Paquito D´Rivera, Maria Schneider e Shirley Horn, entre tantos outros.

Ingressos – Os ingressos para o 8º Festival Amazonas de Jaz já estão à venda pelo site www.bestseat.com  e na bilheteria do Teatro Amazonas. De forma inédita e ainda limitada, haverá ingressos sustentáveis do 8º FAJ, que podem ser comprados on-line e apresentados apenas pelo celular, sem gasto de papel. Será a primeira experiência da Secretaria de Estado da Cultura nesse sentido.

Como se não bastasse, todos os espetáculos terão espaço assegurado para deficientes e também audiodescrição e apresentação dos eventos em libras no Teatro Amazonas. E no encerramento, domingo, 28 de julho, quando sobem ao palco do TA, às 19h, a Orquestra de Beiradão do Amazonas, e às 20h30, Vinícius Cantuária, a entrada será um livro doado ao projeto “Mania de Ler”. O público vai até a bilheteria e troca o livro por um ingresso com lugar marcado.

No mais, os ingressos custam R$ 40 (inteira) no primeiro pavimento/plateia (R$ 20 meia para estudante e Melhor Idade); R$ 30 no segundo pavimento (R$ 15 meia estudante e Melhor Idade) e R$ 10 no terceiro pavimento (R$ 5 meia estudante e Melhor idade).

Para mais informações sobre os eventos, horários, ingressos e demais projetos e ações da secretaria acesse  facebook.com/culturadoamazonas.

(Agecom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.