Rio Preto comemora aniversário com feira de agronegócios e piscicultura

A cidade do Rio Preto da Eva, AM, também tem um Cristo Redentor

Rio Preto da Eva, AM – Integrante da Região Metropolitana, o município de Rio Preto da Eva, interligado  a capital pela AM-010, está comemorando 35 anos e o ponto lto  das comemorações é uma feira de piscicultura e agronegócios, coordenada  e realizada pela Prefeitura, que espera negócios superior a R$ 10 milhões.

De acordo com o prefeito Anderson Souza (PROS), mais de 80 piscicultores já confirmaram a sua participação no evento, que reunirá, também, técnicos do Banco do Brasil, Banco da Amazônia (BASA), Caixa Econômica Federal e da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (AFEAM), que prestarão a assistência necessária aos produtores interessados em expandir seus negócios e investir para agregar mais valor aos seus empreendimentos.

“A festa em si é só um complemento, é uma comemoração daquilo que estamos conseguindo desenvolver com o setor produtivo. O setor de turismo e de eventos é importante, mas nós não queremos e não podemos viver de festa, Nós queremos viver de agronegócios”, explica o prefeito, destacando que a feira contará com uma programação diversificada e terá a participação de Elymar Santos (na sexta-feira), Tom Cleber e Léo Magalhães (no sábado) e Dudu Nobre, no domingo.

Segundo ele, a programação da feira e aniversário do município vai ser desenvolvida no Complexo Esportivo Campo de Areia, no centro da cidade, e no balneário municipal. “A Prefeitura de Rio Preto da Eva preparou um terreno, na entrada da cidade, com capacidade para estacionar mil carros”, avisa.

Confirmado

Entusiasmado com o andamento dos preparativos para as comemorações o prefeito Anderson Souza revela que o governador do Amazonas, José Melo (PROS), já confirmou presença no evento e aproveitará a sua passagem pelo município para inaugurar obras “e anunciar ações estratégicas que deverão ser colocadas em prática pelo seu governo para fortalecer o setor primário e o turismo” naquele município.

“Estamos confiantes quanto aos resultados dessa feira. Acreditamos que mais de dez mil pessoas vão acompanhar a programação diurna da feira e outras 40 mil são aguardados para a programação noturna”, argumenta, assegurando que Rio Preto está preparado para receber com “atenção e carinho a todos que forem prestigiar os eventos comemorativos dos 35 anos de emancipação do município”.

Resultados

Ao falar sobre os avanços registrados no município, considerado o “celeiro” da capital, Anderson revela que hoje Rio Preto da Eva é o maior produtor da região Norte e conta com três mil hectares de lamina d’água produzindo peixe – tambaqui e matrinxã – outros mil usados para a plantação de laranja, dois mil na de banana e igual número produzindo abacaxi.

“Hoje, no geral, no Amazonas, se produz sete toneladas de peixe por hectare. Mas, em Rio Preto da Eva essa produção gira em torno de 25 a 30 toneladas. Nós também somos hoje o segundo maior produtor de hortifrutigranjeiros”, completa, destacando que o município se destaca dos demais graças a sua forma ordenada de atuação e desenvolvimento de projetos, com o apoio efetivo da Sepror, Idam, ADS, Embrapa e demais órgãos ligados ao setor produtivo.

Para evidenciar o seu argumento Anderson Souza revela que a prefeitura contratou seis técnicos para dar o suporte necessários aos produtores na hora da elaboração dos seus projetos e tal iniciativa está fazendo “toda a diferença”.

“O nosso sucesso se deve às ações e programações desenvolvidas em parceria com o Governo do Estado, que lançou a nova matriz econômica com o objetivo de ajudar os municípios a buscar novas alternativas à produção industrial. Estamos trabalhando de olho no fortalecimento da agroindústria e dos biofármacos. Estamos trabalhando nesse ideal do governador José Melo”, revela.

Amazonianarede- Warnoldo Maia de Freitas

 

 

 

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.