Revoltados passageiros depredam coletivo após pane na Zona Leste

" Prego" em coletivo no meio da viagem, gerou revolta nos passageiros
" Prego" em coletivo no meio da viagem, gerou revolta nos passageiros
” Prego” em coletivo no meio da viagem, gerou revolta nos passageiros

Manaus, AM – Revoltados contra as empresa de transporte coletivos que operam em Manaus, que insistem em colocar carros sem condições de funcionamento nas linhas, os passageiros, após iniciarem uma viagem num coletivo que deu pneu no meio da viagem. resolveram fazer uma manifestação e além do trafego ficar interditado na área, ainda quebraram o coletivo que estava em pane.

Outro coletivo veio em socorro, um articulado, mas logo em seguida teve um pneu furado naturalmente e o fato revoltou ainda mais os passageiros.

O fato aconteceu na Zona Leste envolvendo veículos das linhas 678 e 652 apresentarem pane no trajeto ao Centro da cidade. Revoltados, eles interditaram a passagem de veículos na Cosme Ferreira. A Polícia Militar foi acionada.

A auxiliar de produção de uma panificadora Taine Oliveira, de 22 anos, que estava em um dos ônibus, disse que o primeiro coletivo – da linha 678 – apresentou pane no Terminal 5, localizado no bairro São José. Segundo ela, os passageiros foram conduzidos a outro veículo, que também apresentou problema no momento em que transitava pelas proximidades de um centro de compras na Avenida Cosme Ferreira.

“Descemos do ônibus e, um pouco depois, um segundo coletivo passou. Todo mundo entrou. Quando passou do shopping, ele quebrou também. A população ficou revoltada e começou a quebrar. Não acho certo, mas todo dia passamos por isso”.

Panes frequentes

Sem se identificar, um outro passageiro também afirmou que as panes nos ônibus coletivos são frequentes. “Todo dia, saio cedo de casa, pago a passagem, não tenho direito a sentar, não tenho conforto e ainda tenho que passar por isso. Queremos respeito”, pediu.

“Vivem fazendo greve para receber mais, mas ninguém respeita a população”, disse uma outra passageira, que também não quis ser identificada.

Um coletivo, sofreu com a fúria dos passageiros foi depredado
Um coletivo, sofreu com a fúria dos passageiros foi depredado

Policiais da 11ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados e populares foram orientados a deixar o local. Ninguém foi detido, conforme informou a Polícia Militar.

Por volta das 8h, a via foi liberada por agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus. No local, nenhum representante da empresa Global Green, proprietária dos coletivos, quis falar com a reportagem.

Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), o prejuízo do ônibus danificado é de R$ 20 mil.

O valor é baseado na quantidade de horas que o veículo ficará sem circular, além dos gastos com material. Ainda conforme o Sinetram, a empresa Global Green informou que os 70 ônibus articulados passam por manutenção periódica.

Amazonianarede-TVAM

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.