Restaurante é autuado por furto de energia e responsável preso

Restaurante é autuado por furto de energia e responsável preso

Manaus, AM – O eletricista Claudualdo Mesquita de Oliveira, de 42 anos, foi preso em em flagrante, na manhã dessa sexta-feira (10/08), após os policiais civis da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS) identificarem furto de energia em uma unidade de restaurante de uma rede brasileira de fast-food. O gerente do estabelecimento, Carlos Gomes Arruda, 44, foi indiciado pelo crime.

De acordo com o titular da unidade policial, delegado Felipe Vasconcelos, a equipe da DECFS foi acionada para acompanhar fiscais da Eletrobras Amazonas Energia na execução de uma ordem de serviço no restaurante, situado na avenida Mario Ypiranga Monteiro, bairro Adrianópolis, zona centro-sul da capital.

Conforme o delegado, o representante legal da Eletrobras, por meio de carta-denúncia, comunicou sobre a suspeita de furto de energia no local, após a constatação, por meio de monitoramento remoto, de redução de 70% do consumo de energia no local.”Protocolamos a Requisição de Perícia e agendamos a operação policial.

No local foi identificado que duas correntes de energia estavam cortadas, passando somente uma fase pela medição, ou seja, cerca de 70% do consumo de energia estava sendo fraudado.

Assim, confirmando o furto de energia mediante fraude, causando prejuízo estimado em cerca de R$ 11 mil à concessionária,  no período de dois meses”, declarou o titular da DECFS.

Vasconcelos esclareceu que após a constatação do delito, foram retirados os desvios e o local teve o fornecimento de energia regularizado. Posteriormente, foi aplicado Termo de Ocorrência de Inspeção (TOI).

Claudualdo foi autuado em flagrante por furto de energia mediante fraude, sendo arbitrada ao infrator a fiança no valor de R$ 5 mil. Carlos será indiciado por furto de energia mediante fraude.

Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, ambos foram liberados para responder ao processo em liberdade.

Amazoninarede-RT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.