Quatro presos durante operação na Zona Leste

(Foto: Ascom)

A Polícia Civil do Amazonas deflagrou na manhã desta quinta-feira (14) a operação “Palmares”, com o objetivo de combater o tráfico de drogas nos bairros Zumbi dos Palmares e Armando Mendes, na Zona Leste da capital.

A ação foi coordenada pelos Delegados Clóvis Leite, Titular da 3ª Seccional Leste, e Adriano Félix, Titular do 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP), e resultou na prisão de quatro pessoas envolvidas com tráfico de drogas, falsificação de medicamentos e contrabando de mercadorias.

Trinta e dois Policiais Civis participaram da ação, que foi desencadeada por volta das 6h, quando foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, expedidos do último dia 8 de novembro pelo juiz Julião Lemos Sobral Júnior, da 3ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute).

Fabiano Geraldo Colares, 20, o “Gonha”, foi preso na residência dele, localizada na rua das Jaqueiras, bairro Zumbi dos Palmares. Em duas casas situadas na rua Berimbau Baiano, naquele mesmo bairro, foram presos Maria Nildete Mafra Ribeiro, 32, e o comerciante Valdeci Ferreira Veras, 39, conhecido como “Loiro”, que, de acordo com as investigações, utilizava o estabelecimento comercial para a venda de drogas, produtos contrabandeados e possivelmente medicamentos falsificados. Adriano Salustiano de Azevedo, 19, foi preso na rua “P” do bairro Armando Mendes.

No decorrer da operação foram apreendidas 91 trouxinhas e uma porção média de substância entorpecente com aspecto de maconha, quatro porções médias e 17 trouxinhas de substância com aparência de cocaína em pó, material para refino e embalo da droga, além de 19 celulares, R$ 3.329 mil em espécie, um revólver calibre 38 com seis projéteis intactos, eletroeletrônicos sem nota fiscal, 95 maços de cigarro, possivelmente contrabandeados, caixas de bicarbonato de sódio, medicamentos comercializados irregularmente e um cordão de ouro com pingente de fuzil, pesando aproximadamente 126 gramas.

O material apreendido durante a ação foi levado para o laboratório do Instituto de Criminalística da Polícia Civil (IC), onde será periciado.

“Após três meses de investigações, iniciadas a partir de denúncias de comunitários, conseguimos, com êxito, deflagrar esta operação e tirar de circulação pessoas que cometem crimes e que incomodam a sociedade”, destacou o Titular do 25º DIP, Adriano Félix.

A autoridade policial disse ainda que o cordão de ouro com pingente de fuzil pertencia a “Gonha”, uma evidência do envolvimento dele com o tráfico de drogas no Zumbi.

Os quatro foram conduzidos à sede da 3ª Seccional Leste, onde foram autuados em flagrante. Fabiano, Maria Nildete e Adriano responderão por tráfico de drogas (Artigo 33 da Lei nº 11.343/06). Adriano também foi autuado por posse irregular de arma de fogo de uso permitido (Artigo 12 da Lei nº 10.826/03).

Valdeci responderá por crimes de falsificação, adulteração, alteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais e contrabando ou descaminho (Artigos 273 e 334, respectivamente, do Código Penal Brasileiro).

Ao término dos trâmites realizados na unidade policial, os quatro serão levados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.