Público prestigia evento em celebração ao Dia do Índio e Dia do Exército

Manaus – Músicas populares e clássicas, cantos e danças indígenas, disparos de canhões e demonstração de operações militares na selva, como desarticular e combater o tráfico de drogas nas fronteiras do Amazonas, marcaram as comemorações relativas ao Dia do Índio e ao Dia do Exército Brasileiro, no último sábado, 20 de abril, no Anfiteatro da Ponta Negra.

Um grande público compareceu ao local para prestigiar o espetáculo, que marcou o segundo dia de atividades da terceira edição do Abril Cultural Indígena.

O evento foi resultado da parceria entre o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind) e a Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com o Comando Militar da Amazônia (CMA) e a Prefeitura Municipal de Manaus.

Antes das demonstrações feitas pelo Exército, o público pôde conferir a apresentação do Hino Nacional Brasileiro na língua nativa, interpretado pela cantora indígena Djuena Tikuna, além de uma sequência de músicas conhecidas do povo brasileiro e de boi-bumbá, apresentada pela Banda do CMA.

Os músicos empolgaram a plateia, principalmente no momento em que uniram o instrumental à harmonia dos sons da floresta, durante a apresentação do Grupo Indígena Bayaroá. “Que coisa linda!”, suspirou o técnico em informática, Maurício Rocha. “O som da banda puxa a sequência de músicas e se mistura ao som da mata, das flautas indígenas, e a dança tradicional completa tudo. Fantástico”, definiu Maurício.

Artesanato – O palco do anfiteatro foi todo decorado e mesclado com temas militares e indígenas. Bem próximo ao local, no calçadão da Ponta Negra, os organizadores instalaram barracas para que os populares também prestigiassem a “Feira de Exposição e Comercialização de Produtos Indígenas”. Técnicos da Seind se revezaram no local durante todo o dia e à noite, para garantir que nada faltasse aos expositores, sob a coordenação da chefe do Departamento de Promoção dos Povos Indígenas (Depi) do órgão, Rose Meire Barbosa.

Entre os artesãos, uma figura em especial chamou a atenção de quem passava pelo local. Era o artista plástico e músico José Tikuna. Acompanhado da filha e do instrumento conhecido como charango, ele se revestiu de música indígena e tocou de tudo um pouco. Zé Tikuna (como é conhecido) trocou o ‘velho’ ritual que costuma apresentar pelo corpo a corpo, na expectativa de atrair mais pessoas para a barraca dele. “A gente resolve se caracterizar em eventos com este, porque é assim que as pessoas gostam de nos ver”, justificou.

Canhões – Em meio à demonstração de desembarque e assalto ribeirinho, em que os militares utilizaram toda a área anexa ao anfiteatro para “desarticular a ação de traficantes”, a Banda do CMA apresentou ainda o concerto “Abertura 1812/Overture”, de Tchaikovsky. O evento foi finalizado com disparos de canhões e uma pequena apresentação de Djuena Tikuna.

Neste domingo, 21, a feira de artesanato com produtos indígenas funcionará durante todo o dia, marcando o encerramento do Abril Cultural Indígena em Manaus. A programação continua no interior do Estado e prossegue até o dia 1º. de maio (ver programação abaixo).

3º Abril Cultural Indígena

Interior do Amazonas
DATA
LOCAL
ATIVIDADE
27 a 30/03
São Paulo de Olivença
Seminário das Lideranças Indígenas do Alto Solimões.
15 a 21/04

Lábrea
Semana de Promoção Cultural e dos Direitos dos Povos Indígenas do Purus.
19/04
Santo Antônio do Içá
Semana dos Povos Indígenas de Vila Betânia.
19 e 20/04
Novo Airão
Resgatando a Cultura Indígena dos Povos Airãoense.
20 e 21/04
Comunidade indígena Fortaleza do Patauá, em Manacapuru
8º Jogos Indígenas de Manacapuru e Iranduba.
20 a 22/04
Terra Indígena Kwatá Laranjal, em Borba
Festival Cultural e Esportivo do Povo Munduruku.
27 e 28/04
Entorno de Manaus
Semana do Índio na Comunidade Livramento.
27/04 a 1/05
Belém do Solimões, em Tabatinga
3º Festival Indígena Eware.

Fonte – Agecom

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.