Proteção a natureza na Tríplice Fronteira é discutida no Acre

Proteção à natureza na triplice fonteira em discussão no Acre

 

Proteção à natureza na triplice fonteira em discussão no Acre
Proteção à natureza na triplice fonteira em discussão no Acre

Rio Branco, AC –  Delegados dos sistemas de áreas protegidas e governos locais de Bolívia, Brasil e Peru, além de diretores de parques ecológicos e líderes comunitários, se reunirão em Rio Branco, no Acre, nos dias 24 e 25 de maio. O intuito é identificar linhas de trabalho conjuntas que permitam articular políticas em áreas de proteção ambiental nos três países.

A atividade, convocada pela organização latino-americana Redparques — cuja secretaria técnica é exercida pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) — abordará políticas para as áreas protegidas Parque Nacional Alto Purus e Reserva Comunal Purus, do Peru; Parque Estadual Chandless e Reserva Extrativista Cazumbá-Iracema, no Brasil, e a Reserva Amazônica Manuripi, na Bolívia, localizadas na Tríplice Fronteira.

A iniciativa também tem o apoio do projeto de Integração das Áreas Protegidas do Bioma Amazônico (IAPA) – Visão Amazônica, projeto financiado pela União Europeia, que busca criar uma rede de trabalho em torno aos sistemas de áreas protegidas situados na região amazônica.

O objetivo do IAPA é contribuir para o aumento da resiliência da Amazônia às mudanças climáticas, mantendo a provisão de bens e serviços que beneficiam a biodiversidade, as comunidades e as economias locais. A iniciativa tem como parceiros, além da FAO, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

A expectativa é que o ao final do evento os países tenham definido linhas de ação para trabalhar conjuntamente nessas temáticas.

Amazonianarede

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.