Projeto da Prefeitura de Manaus e UEA resgata obras e memórias amazonenses

02-04marcio

A Prefeitura de Manaus lançará, durante o mês de aniversário da cidade, uma série de publicações multimídia com as obras e memórias dos grandes artistas amazonenses.

O projeto “Memória Reencontrada” é resultado de um convênio entre o Conselho Municipal de Política Cultural (Concultura) e a Universidade Estadual do Amazonas (UEA).

Todas as vertentes da arte e da cultura popular serão contempladas, abrangendo literatura, música, cinema, teatro, dança e artes plásticas, entre outras. Segundo o presidente do Concultura, Márcio Souza, a ideia é disponibilizar a pesquisa para as futuras gerações que, sem esse trabalho, não chegariam a conhecer o rico acervo da cultura amazonense.

“Muita coisa produzida culturalmente na nossa Região não está mais acessível e corre o risco de se perder. Quem não conhece seu passado vive num presente sem futuro. Então, esse é o foco do projeto: reencontrar a memória cultural dos nossos artistas”, afirmou Marcio Souza.

A equipe de pesquisa é dirigida pelo professor de Letras da UEA Allisson Leão e conta com a participação de alunos e professores, além de historiadores e outros especialistas. O trabalho de levantamento já foi iniciado e será disponibilizado gratuitamente, a partir do mês de outubro, na internet, em livros, revistas e DVDs.

“A distribuição vai priorizar as escolas, centros de pesquisa e outras entidades voltadas para o acervo cultural do Amazonas. Cópias em DVDs de alguns trabalhos também serão comercializadas para os colecionadores”, explicou o presidente do Concultura.

Ainda de acordo com Márcio Souza, ainda este ano será publicada parte da obra de Mário Ypiranga Monteiro ligada ao teatro e à cultura popular, além das obras dos historiadores/escritores Arthur César Ferreira Reis e Álvaro Maia. “Esperamos que em três anos todas as obras desses autores estejam disponibilizadas na internet e em livros para toda população amazonense e para o mundo inteiro”, completou.

No segmento da música está sendo preparada a edição do Cancioneiro da Cidade de Manaus. Organizado em vários volumes, reunirá as partituras dos compositores da cidade, como maestro Nivaldo Santiago, que pela primeira vez terá sua obra completa publicada.

No cinema, será apresentado o filme de Silvino Santos “No país das Amazonas”, completamente restaurado. “Talvez em melhores condições que no dia em que estreou, em 1922. Teremos uma projeção com música ao vivo, além da obra em DVD”, revelou Márcio Souza.

Catalogação

O resultado das pesquisas mais aprofundadas só poderá ser conferido a partir de 2015 por conta da complexidade de catalogação das obras, como é o caso do Catálogo Raisonné, com as artes plásticas produzidas em Manaus no século XX.

Em 2015, também serão realizadas duas caravanas, entre Europa e Estados Unidos, para resgatar obras originais coletadas no Amazonas.

“Somente o acervo da Biblioteca Nacional de Paris possui mais de 300 mil imagens da nossa Região, sem falar em outros países como Itália e Inglaterra. Duas cópias do primeiro filme de Silvino Santos, “Amazonas: O maior rio do mundo”, dadas como perdidas, foram encontradas na Catalunha e em Berlim”, comentou o presidente do Concultura.

Acervo pessoal

As pessoas que possuem filmes, cartas, fotografias ou quaisquer documentos antigos de personalidades do passado, que quiserem disponibilizar seus acervos pessoais, podem procurar a sede do Concultura, na Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Evento (Manauscult), avenida André Araújo, Aleixo, zona Centro-Sul.

Todo material cedido será restaurado, digitalizado e devolvido para as famílias e as obras autorizadas pelos herdeiros ficarão disponíveis na internet. Os arquivos originais que forem doados ficarão no setor de Memórias da UEA, podendo servir como fonte para outras pesquisas.

Reportagem: Alita Falcão / Foto: Arlesson Sicsú

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.