Profissionais da Semsa serão capacitados em Saúde Pública para a Copa de 2014

(Reportagem: Eurivânia Galúcio)

Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estão sendo preparados cada vez mais para trabalhar nas ações de saúde para a Copa de 2014, principalmente nas áreas de vigilância sanitária e do Serviço Móvel de Urgência (SAMU), que terão atuações essenciais durante a competição esportiva.

Uma das estratégias inicia nesta quarta-feira (28), com a participação de 69 servidores no programa de especialização nos cursos de Gestão da Vigilância Sanitária e de Gestão de Emergências em Saúde Pública, organizados pelo Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa. A abertura das atividades vai acontecer, a partir das 8h, no Instituto Superior de Administração e Economia (Isae), na Avenida Djalma Batista, 712, bairro Chapada.

Os cursos foram propostos pelo Hospital Sírio-Libanês, em parceria com a Semsa, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), o Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (CONASEMS), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) e o Ministério da Saúde, e fazem parte dos projetos de “Apoio ao Desenvolvimento da Vigilância Sanitária” e “Apoio à Gestão de Situações de Emergência em Saúde Pública”, da região de saúde de Manaus.

Foram abertas 120 vagas, distribuídas entre os dois cursos, para profissionais de nível superior que atuam na rede de saúde de Manaus e na rede estadual de saúde, incluindo profissionais de municípios vizinhos. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, os cursos terão a duração de 10 meses, com 360 horas de aula, e os profissionais serão capacitados por meio de encontros presenciais e teleconferências, onde será promovido o debate das experiências práticas de cada profissional.

“São profissionais médicos, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, gestores, entre outros, que estarão aperfeiçoando o atendimento em saúde para a população de Manaus, criando suporte para a construção de projetos de intervenção que possam ser aplicados à realidade de saúde local”, explica Evandro Melo.

Entre os profissionais da Semsa que irão participar do projeto do Instituto Sírio-Libanês, 29 estão inscritos no curso de Gestão da Vigilância Sanitária e 40 no curso de Gestão de Emergências em Saúde Pública. Além da região de saúde de Manaus, participarão desta etapa dos projetos as outras cidades-sede da Copa de 2014: Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Natal, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Porto Alegre.

Os cursos integram uma série de projetos mantidos pelo Hospital Sírio-Libanês, dentro do Programa para o Desenvolvimento Institucional do SUS, do Ministério da Saúde, com o objetivo de capacitar, promover o desenvolvimento profissional e a articulação de conhecimentos e habilidades para o aperfeiçoamento do SUS.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.