Presidente do Sindicato dos Rodoviários de Manaus é preso por desacato

Policiais da Força Tática prenderam, no início da tarde desta sexta (16), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário em Manaus (STTRM), Givanci Oliveira, dentro da sede da Eucatur, no bairro da Cidade Nova, zona norte de Manaus. Os policiais tentavam desobstruir o local para que os ônibus da empresa pudessem circular.

Segundo o tenente-coronel Cleitman Rabelo, como não havia indicativo de greve, os rodoviários não podiam impedir o trânsito dos ônibus. Ainda conforme Cleitman, Givanci foi preso por desobediência e incitação à violência, e levado ao 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Nova Cidade, ainda na zona norte.

Como os rodoviários se recusavam a abrir caminho para os ônibus circulassem, a polícia usou bombas de gás lacrimogêneo e spray de pimenta para dispersar os sindicalistas.

Metade da frota parada

Integrante da diretoria do STTRM, Ariosto Cruz anunciou que, no sábado (17), 50% da frota de ônibus em Manaus vão parar. De acordo com Ariosto, a ideia é que a greve seja mantida até que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) se comprometa a pagar a dívida referente ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) em 14 vezes.

“Hoje está saindo 60% da frota por conta da liminar. Nos horários que não são de pico, vai continuar com 40% da frota. E amanhã só vai sair 50%. Só volta ao normal quando o pagamento for feito em 14 vezes”, afirmou Ariosto.

(Foto: D24AM)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.