Prejudicado em treino, Castroneves diz que apoiara mudança em regra

São Paulo -Brasileiro largará a SP Indy 300 da 18ª colocação em razão de ter sua estratégia atrapalhada por uma bandeira vermelha na fase inicial da classificação.

Helio Castroneves tem motivos para querer esquecer o treino classificatório da São Paulo Indy 300. Com estratégia de tentar sua volta rápida no apenas fim da primeira parte da sessão, o piloto da Penske, assim como seu companheiro Will Power, foi atrapalhado por uma bandeira vermelha e irá largar na 18ª colocação – o australiano é o 22º. Prejuízo que faz até o brasileiro sugerir uma mudança na regra da competição.

Questionado se pensava que a Indy, assim como a faz a Fórmula 1, deveria parar o cronômetro quando houvesse a interrupção da sessão, Castroneves concordou.

“Poderia se rever esta regra. Até porque em uma decisão de campeonato, um companheiro de equipe pode decidir parar e ser um jogo de equipe”, disse o piloto. “Tem que conversar entre as equipes e talvez mudar seja uma opção”.

A chance de brigar pela pole position acabou para o brasileiro logo na parte inicial do treino realizado na tarde deste sábado. Helio deu uma volta apenas para aquecer seus freios e marcou 1min25s1734. Porém, antes que pudesse anotar tempo melhor, James Jakes acertou o muro depois do S do Samba e, como seu carro começou a pegar fogo, foi dada a bandeira vermelha.

No entanto, largar atrás em São Paulo não é algo que tira as esperanças de Castroneves em obter um bom resultado. Isso porque em 2012 ele partiu do 20º lugar e terminou em quarto.

“Vou ter que fazer uma corrida de recuperação, mas essa é uma pista boa, que dá essa oportunidade”, afirmou o brasileiro.

A quarta edição da SP Indy 300 tem seu início programado para 12h30 deste domingo.(iG) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.