Prefeitura reforça campanhas e fiscalização para testar regras na Ponta Negra no fim de semana

(Foto: Internet)

As novas regras de convivência da Ponta Negra para este Verão serão testadas pelo Corpo de Segurança Permanente do parque neste fim de semana, com ação montada em conjunto com as secretarias e órgãos da Prefeitura de Manaus e Governo do Estado envolvidos na gestão e atividades do parque, como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Samu/Semsa, Conselho Tutelar, Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) e secretarias municipais de Abastecimento e Feiras (Sempab), e de Limpeza Pública (Semulsp).

Em breve, uma das novidades da PM no balneário, além do uso dos quadriciclos, será a implantação do policiamento de bicicleta, que facilitará a ronda no calçadão e na faixa de areia, combinando mais com o ambiente praiano.

Além de maciça campanha de conscientização para as normas e proibições na praia, a fim de preservar o patrimônio natural, e garantir o bem estar e segurança de seus usuários, as operações vão ajudar a conscientizar quem vai à praia principalmente quanto aos horários de funcionamento do balneário, visando ordenar a ocupação na areia. Entre as medidas, já em vigor desde o dia 19 de agosto, está o horário de funcionamento também para uso da faixa de areia, de 6h à meia-noite, para esporte e lazer. A regra anterior, que limita o horário para banho de 9h às 17h, continua valendo.

A Ponta Negra tem dois momentos de evacuação, um para os banhistas no rio, às 17h, e outro à meia-noite, para quem estiver na areia em práticas esportistas ou de lazer. Depois desse horário a praia estará fechada.

Até às 17h, o balneário tem salva-vidas, bombeiros e equipes de atendimento à saúde, de plantão. Depois desse horário, para a própria segurança do usuário, é proibido entrar no rio. E entrar na água à noite é uma pratica arriscada, que consta dos principais manuais de segurança de praias do País. As regras estão previstas no regulamento e nas normas de uso do Parque Ponta Negra, cuja administração e gerência são de responsabilidade do Implurb. À meia-noite, a Guarda Municipal e PM têm orientação para retirar as pessoas da areia.

ORDEM NA PRAIA

O horário também vai ajudar a ordenar o espaço e oferecer mais segurança aos seus usuários, uma vez que as normas do parque vinham sendo descumpridas, especialmente durante a madrugada. Por conta do desrespeito, a Prefeitura determinou o novo horário de uso da faixa de areia, uma vez que pessoas estavam ficando até a madrugada no local, bebendo e até mesmo entrando nas águas. “Também tem sido recorrente a apreensão de garrafas de vidro, o que é proibido pelas normas do parque”, conta o presidente do Implurb, Roberto Moita.

As medidas visam o bem estar coletivo, segundo o presidente, e para melhorar o funcionamento no parque, “para que todos tenham mais tranquilidade, conforto e segurança na praia, evitando o uso inadequado do ambiente”. A comissão que administra o parque tem recebido ocorrências na madrugada de depredações, vandalismo e até de roubos às barracas de praia, mesmo com o suporte da Polícia Militar em ronda. “É preciso entender que a praia e o parque são patrimônios de todos, e precisam da conservação da população, que também pode ajudar sendo fiscal”.

O ordenamento de praias é comum em outros Estados do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina, e até mesmo fora do País, como na Espanha, Estados Unidos e Portugal, entre outros, cujos balneários têm regras e horários de funcionamento. Como espaço democrático, a praia precisa de regras de convivência, o que é muito importante para manter o lugar limpo, agradável e belo.

As campanhas educativas vão continuar chamando atenção dos frequentadores para as normas de uso e para melhor convivência, evitando a poluição na areia e lixo jogado no chão. Equipes da Semulsp fazem limpeza no balneário após seu fechamento.

As barreiras de contenção que existem nos acessos à praia da Ponta Negra visam coibir a entrada de animais na areia, mesmos os de estimação, e comida, para evitar contaminação da areia; de garrafas ou objetos de vidro; de material perfuro-cortante, como facas, mesmo de cozinha; o uso de pipas; e o banho após às 17h. Menores desacompanhados na praia também receberão orientação do Conselho Tutelar.

Não é permitida a venda de bebidas por ambulantes na praia, conforme determina a legislação, e as bebidas alcoólicas só poderão ser comercializadas em pontos fixos. “As medidas tomadas visam a segurança dos usuários da praia e demonstram o zelo com o bem público”, diz o presidente do Implurb.

Em caso de dúvida ou em qualquer situação de risco, é recomendado que se procure os colaboradores do Implurb, guardas municipais, PMs ou salva-vidas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.