Policlínica Codajás concede cadeiras de rodas a 50 deficientes

Doação de cadeiras de rodasManaus – O Governo do Amazonas, por intermédio da Policlínica Codajás, concedeu 50 cadeiras de rodas e de banho a usuários inscritos no Programa de Atenção Integral ao Deficiente (Paid), executado na unidade de saúde. A entrega fez parte da programação alusiva ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, realizada na manhã desta sexta-feira (28), na unidade ambulatorial. Até o início de 2013, devem ser entregues aproximadamente 300 equipamentos, entre eles cadeiras para tetraplégicos, para obesos, carrinhos infantis, muletas auxiliares e bengalas canadenses.

Um dos beneficiados com a concessão realizada nesta sexta foi o pequeno Matheus Iarley Neves, natural de Silves, a 212 Km da capital. Ele nasceu com paralisia cerebral e só agora aos 5 anos terá a sua primeira cadeira de rodas, adaptada às necessidades especiais. “Sempre precisei carregá-lo para todos os lugares em que ia, já que ele não anda. Agora, posso ficar mais à vontade para realizar as atividades domésticas e até levá-lo para passear”, afirmou emocionada a mãe da criança, Maria Soleane Neves, durante a sessão de depoimentos dos participantes.

A cadeira de rodas adaptada, a mesma recebida pelo pequeno Matheus, tem um custo médio de R$ 2 mil, um dos equipamentos mais caros concedidos para pacientes do módulo ortopédico. Já a cadeira de cadeira comum e a de banho custam, respectivamente, R$ 450 e R$ 250 reais. “Daí a necessidade de ter cuidado com esse material de auxílio à locomoção indispensável à independência da pessoa com deficiência”, afirmou a enfermeira estomaterapeuta e supervisora do Paid, Josenira Almeida.

Uso correto – Durante o evento, Josenira também repassou orientações a respeito do uso correto dos equipamentos concedidos, desde o modo de armar a cadeira até o ato de locomoção. “É preciso fazer movimentos leves durante o manuseio da cadeira. Ter bastante cuidado com o ponto de transferência da pessoa, que não pode exceder 50 centímetros, para evitar quedas. É necessário também, quando não estiver em movimento, travar as rodas adequadamente, além de estar com os pneus sempre calibrados”, orientou a enfermeira.

Conforme a supervisora do Paid, esses são cuidados que podem contribuir para a conservação do item e o transporte do usuário, além da higiene e qualidade de vida do paciente. “Todos nós temos algumas limitações, o que não nos impede de termos uma vida normal. Por isso que, no Programa, não tratamos a deficiência, mas a pessoa em sua integralidade. Esse é o nosso foco!”, destacou Josenira.

O diretor da Policlínica Codajás, Fábio Manabu Shimizu, também fez questão de reforçar o caráter integral do Paid, no qual a entrega de equipamentos é apenas parte do processo. “O Programa é executado sempre na perspectiva de atender melhor os usuários que o buscam. Nosso objetivo é ampliar o atendimento de maneira que possamos suprir as demandas solicitadas, pois, dentro da capacidade instalada no Paid, iremos assistenciar a quem precisar”, afirmou.

Programação – Participaram ainda do evento usuários representantes dos módulos ocular, auditivo e estomizado, que, juntamente com o ortopédico, formam a base de atendimento do Paid, prestado por uma equipe multiprofissional. Durante a programação, houve execução do hino nacional e da música “É preciso saber viver”, de Roberto e Erasmo Carlos, ambos interpretados em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Além disso, foram exibidos vídeos motivacionais, com foco na temática das Paraolimpíadas de Londres.

“Essas datas são importantes porque abrem espaços para refletirmos sobre a necessidade de continuar avançando, uma vez que todas as conquistas das pessoas com deficiência só foram possíveis por meio de luta. Por isso, todas as vezes que se sentirem cabisbaixos ou mesmo injustiçados, lembrem-se que nascemos com capacidade de superar as nossas dificuldades”, finalizou a psicóloga Grace Araújo.

(Por:Ascom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.