Policiais da DEHS prendem homem suspeito de matar enteada de um ano e seis meses

Manaus – Policais Civis lotados na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), coordenados pelo Delegado Titular, Antônio Rondon Jr., prenderam na tarde desta sexta-feira (14) Denival Correia Brito, 27, suspeito de envolvimento na morte da enteada dele, uma criança de um ano e seis meses. A mãe da vítima, uma adolescente de 17 anos, foi apreendida.

O crime aconteceu por volta das 6h de ontem, na residência do casal, localizada na rua Santa Luzia, bairro Santa Etelvina, Zona Norte da cidade. De acordo com o Delegado Titular da DEHS, Antônio Rondon Jr., Denival confessou a autoria do crime.

“Em depoimento, Denival disse que acordou por volta das 6h da manhã para ir trabalhar e naquele momento a enteada, que estava dormindo em uma rede, começou a chorar. Ele ficou irritado com o choro da vítima e desferiu uma joelhada na criança, que acabou caindo no chão”, informou o Titular da DEHS.

Durante oitiva, o padrasto e a mãe da criança confessaram que a maioria das brigas que o casal tinha era ocasionada pela criança, pois Denival tinha ciúmes da relação maternal estabelecida entre a mãe e a vítima.

Segundo Antônio Rondon Jr., a equipe de investigadores da DEHS tomou conhecimento sobre o caso após a direção do Serviço de Pronto Atendimento de Saúde (SPA), para onde a criança foi levada, formalizar a ocorrência.

“Ao dar entrada na unidade de saúde com a criança já falecida, a mãe informou aos médicos que a filha teria caído da rede. Durante análise realizada no corpo da criança, a equipe médica identificou hematomas, possivelmente ocasionados por maus tratos, no corpo da vítima”, relatou Antônio Rondon Jr.

Na DEHS, Denival foi autuado por homicídio duplamente qualificado (Artigo 121 do Código Penal Brasileiro). Ele será encaminhado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

A mãe da criança, por ser adolescente e tentar ludibriar as investigações, irá responder na Justiça pelo ato infracional de partícipe em homicídio. Ela será encaminhada para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI), onde serão realizados os procedimentos cabíveis.

(Ascom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.