Polícia Federal faz operação para combater extração de ouro ilegal na Amazônia

Operação Eldorado

Amazonianarede – PF e MT

Manaus – A Polícia Federal iniciou nesta semana uma operação em sete estados para combater uma organização criminosa especializada na extração ilegal de ouro em terras indígenas e comercialização do minério no Sistema Financeiro. No Amazonas, a PF cumpriu esta manhã mandado de busca e apreensão.

Devido a Operação Eldorado, a PF expediu 28 mandados de prisão temporária e mais 64 de busca e apreensão. Todos os mandados, informou a PF, são expedidos pela Justiça Federal de Mato Grosso e serão cumpridos nos estados de Mato Grosso, Pará, Rondônia, Amazonas, São Paulo, Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul.

As investigações tiveram início no mês de fevereiro deste ano. No período, a PF constatou que, além dos crimes ambientais praticados, como a exploração ilegal de recursos minerais, destruição de áreas de preservação permanente e poluição, a organização criminosa também é suspeita de praticar crimes contra a ordem financeira, Sistema Financeiro Nacional, além de lavagem de dinheiro.

O ouro extraído das terras indígenas e dos garimpos ilegais era adquirido por empresas distribuidoras de títulos mobiliários. Após subverter a origem, o minério era vendido como ativo financeiro para investidores em São Paulo. Em 10 meses de investigação, a polícia constatou que uma das três distribuidoras envolvidas no esquema movimentou algo em torno de R$ 150 milhões.

Um contingente formado por 300 policiais federais dos estados envolvidos participam da operação, bem como outros 80 que atuam diretamente nos locais onde eram extraídos os metais preciosos. Fiscais do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) também atuam na operação.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.