Polícia Civil prende homem investigado pelo homicídio da cunhada dele

(Foto: Ascom)

Manaus – Os Delegados Paulo Martins e Geórgia Cavalcanti, Titular e Adjunta, respectivamente, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), coordenaram ação no início da noite de domingo (16) que resultou na prisão de Janderson Oliveira Freitas, 27, conhecido como “Jabuti”, em cumprimento a mandado de prisão preventiva por homicídio, expedido no dia 4 de junho de 2013 pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri.

“Jabuti” estava sendo investigado pelo homicídio da cunhada dele, a estudante Estela Silva de Souza, ocorrido no dia 1º de maio de 2013 na rua Aristides Rocha, bairro Petrópolis, Zona Sul da capital. Na época, a vítima tinha 21 anos. O homem foi preso no momento em que saía de uma igreja localizada na avenida Constantino Nery, no bairro São Geraldo, por volta das 18h.

“Iniciamos as investigações desde o dia do crime. Representamos mandado de prisão de Janderson junto à Justiça e, por conta disso, ele estava sendo considerado foragido. Depois de montarmos campana em frente a uma igreja, onde ele estava frequentando, conseguimos prendê-lo”, declarou o Delegado Paulo Martins, durante a coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje, na sede da DEHS.

Na ocasião, a Delegada Geórgia Cavalcanti destacou a motivo que levou Janderson a matar a cunhada dele. “Ele mantinha a companheira dele, irmã da vítima, em cárcere privado e a maltratava. Estela, indignada com aquela situação, ajudou a irmã a sair da casa onde morava com Janderson. Enfurecido com a atitude da cunhada, ele foi até a residência da mãe de Estela e efetuou dois disparos de arma de fogo na vítima, que estava dormindo”, disse.

A autoridade policial ressaltou ainda que Janderson cometeu outros dois homicídios. “No dia 16 de setembro de 2009 “Jabuti” matou Natália Silva Siqueira, que na época era cunhada dele, pelo mesmo motivo do homicídio de Estela. Antes de matar Natália ele ainda a abusou sexualmente. Elinildo Jacintho Ferreira, 26, foi morto no dia 25 de maio de 2011, também por Janderson. De acordo com o autor, ele matou Elinildo porque ele supostamente matou o irmão dele”, frisou.

Janderson está sendo ouvido e será indiciado pelos homicídios de Natália e Elinildo. Ao término dos trâmites realizados na Delegacia Especializada, “Jabuti” será conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.