Polícia Civil prende envolvidos em morte de rapaz encontrado carbonizado dentro de porta-malas

(Foto: Ascom)

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), sob o comando do Delegado Titular, Antônio Rondon Jr., prendeu na manhã desta terça-feira (22), Robson Loureiro Batista, 28, Felipe de Paiva Barreto, 19, e apreendeu dois adolescentes de 17 anos, suspeitos de envolvimento na morte de Wendel Ferreira Farias, 21, encontrado carbonizado dentro de porta-malas na madrugada de ontem.

Segundo o Delegado Antônio Rondon Jr., o crime teria sido motivado por uma briga familiar. Wendel supostamente ameaçou com uma arma de fogo a tia dele, mãe de um dos adolescentes apreendidos, que por vingança, planejou o crime.

Na noite anterior, Wendel e os suspeitos se reuniram para praticar assaltos na cidade em um veículo modelo Prisma, placas JXM-7734, que pertencia à vítima. Num conjunto localizado na Zona Norte, Wendel foi surpreendido com pelo menos três tiros disparados por Robson, de acordo com a polícia.

Antônio Rondon Jr. disse ainda que após a ação o grupo se separou. “Os dois menores e Felipe levaram Robson até a praça do Eldorado, onde ele foi pegar o carro do pai. Robson ficou responsável em comprar a gasolina para a realização do crime,” explicou.

Os infratores se reuniram novamente na rua Conde Deu, no bairro Cidade Nova 1, Zona Norte, onde atearam fogo no veículo com a vítima dentro do porta-malas.

Familiares de Wendel procuraram os policiais da DEHS para relatar o desaparecimento dele. Após investigações, a equipe chegou até o primo dele, o menor de 17 anos, que confessou o crime.

Felipe e o outro menor foram localizados na casa de Robson, no bairro Monte da Oliveiras, na Zona Norte.

Com eles foi apreendido um veículo modelo Siena, de placas OAE- 9806. A arma usada no crime e outras armas usadas para cometer roubos por eles foram encontradas na residência do tio de Robson, Emerson Barbosa Loureiro,41. Dois revólveres com numeração raspada calibre 38 e uma espingarda calibre 45. Emerson vai ser indiciado por posse ilegal de arma de uso restrito.

A dupla vai responder pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, por meio de fogo e sem oferecer resistência à vítima, além de formação de quadrilha.

Após os procedimentos cabíveis, Robson e Felipe vão ser encaminhados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa onde ficarão à disposição da Justiça. Os adolescentes foram levados para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI).

Homenagem

Durante coletiva, a equipe da DEHS prestou homenagem ao investigador Edson Cota Willott, que veio a óbito no início da tarde de ontem (21), após ser baleado durante perseguição policial. Os servidores ficaram de costas para a imprensa e rezaram um Pai Nosso dedicado à vítima.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.