Polícia Civil conclui inquérito sobre a morte de um escrivão

Amazonianarede – Assessoria

Manaus – As operações integradas desenvolvidas pela Polícia Civil do Amazonas têm apresentado significativos resultados. Relatada no dia 15 de fevereiro, a conclusão do inquérito policial instaurado pelo titular da Delegacia Interativa de Itacoatiara, Lázaro Mendes, e presidido pela Delegada de Polícia Maria Cristina Portugal, apresentou as causas e circunstâncias nas quais ocorreram a morte do escrivão de polícia Bogdam Euzébio Garcia, o que comprova os efeitos das ações realizadas pela instituição.

O fato que motivou as investigações ocorreu no dia 3 de dezembro de 2012, quando por volta das 14h30 a equipe da Delegacia Interativa de Itacoatiara foi informada que havia um veículo estacionado na Rodovia AM- 010, km 21, ramal dos Americanos, do município de Itacoatiara e que havia no interior, o corpo de um homem com grave ferimento na cabeça, provocado por arma de fogo.

As investigações iniciaram tão logo a equipe da Delegacia de Itacoatiara chegou ao local do fato. Juntamente com a Delegada Maria Cristina Portugal, o Delegado Lázaro tomou a declaração de várias pessoas, entre amigos, familiares e testemunhas que encontraram o corpo.

“Após a morte do escrivão o local do crime foi alterado, trabalhamos a partir daí com a hipótese de homicídio, mas as evidências sempre levavam para a autoeliminação. A investigação foi fundamental para a conclusão do caso”, relatou a Delegada Maria Cristina.

Foram necessários aproximadamente dois meses para a conclusão do inquérito. Tempo que demandou dedicação e empenho por parte da equipe dos delegados Maria Cristina Portugal e Lázaro Mendes, que estiveram à frente do caso. Com base no depoimento de familiares e de pessoas próximas a Bogdam, foi feito – além da perícia técnica no local do fato e na arma usada -, um minucioso levantamento do perfil e da conduta da vítima. Assim, foi possível compreender a dinâmica do fato.

Após reunir todas as provas testemunhais e materiais, traçamos o perfil da vítima. Algumas pessoas prestaram novos depoimentos, apresentaram dados inéditos que somaram para o trabalho da equipe de investigadores e do Delegado Lázaro Mendes. Assim, chegamos à conclusão do perfil da vítma”, destacou a Delegada.

Em razão do louvável trabalho desempenhado pela Dra. Maria Cristina Portugal, foi desvendada a real circunstância em que ocorreu a morte do escrivão de polícia Bogdam Euzébio Garcia, o que de acordo com o relatório policial apontou autoeliminação/suicídio resultante de tiro encostado, disparado pela própria vítima.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.