Para livrar os 12 detidos, Gaviões estuda delatar verdadeiro culpado

Amazonianarede – Lancenet

São Paulo – Parte da liderança da Gaviões da Fiel trabalha com a hipótese de revelar o nome do autor do disparo do sinalizador que matou o jovem Kevin Douglas Beltrán Espada, de 14 anos, torcedor do San Jose, na quarta-feira passada. Todos os integrantes ouvidos pelo LANCE! garantem que os 12 torcedores presos em Oruro são inocentes.

O diário apurou que a diretoria da maior torcida uniformizada do Corinthians, após consulta com o advogado da entidade, não enxerga outra maneira de livrar os 12 detidos, que depois de indiciados, foram transferidos de uma delegacia para uma cadeia da cidade boliviana.

– Não pode 12 caras pagarem por uma coisa que não fizeram – afirmou um dos torcedores ouvidos pela reportagem do LANCE!Net.

A delação ainda não está definida por conta do retorno dos torcedores da Bolívia. Parte da liderança está no ônibus que os levou até Oruro – na tarde de sexta-feira, eles estavam no Mato Grosso do Sul. O autor do disparo – que, segundo os torcedores, seria menor de idade e moraria próximo à quadra da uniformizada, estaria na mesma caravana de retorno a São Paulo. O ônibus demorou para deixar a Bolívia por problemas de violência que teria sido causada pela torcida do San Jose, revoltada desde que a morte foi confirmada.

Outra motivação para a delação seria uma possível melhora na situação do clube perante a Conmebol, que impôs ao Corinthians jogar sem torcida até que a investigação seja concluída, num prazo de 60 dias. Além de melhorar a imagem da própria Gaviões. O martelo deve ser batido neste sábado, após uma reunião entre os líderes da Gaviões e o advogado da uniformizada.

Há ainda dúvida em relação à maneira que isso seria feito: se o nome do verdadeiro atirador seria divulgado para a imprensa ou se o mesmo seja obrigado pela própria torcida a se entregar à polícia.

Outro detalhe apurado pela reportagem do LANCE!Net é quanto à falta de habilidade do torcedor com o artefato tão perigoso. Segundo alguns integrantes, houve uma falha dos líderes nesse sentido, já que o causador da morte de Kevin não teria conhecimento necessário para segurá-lo. Na Gaviões, há certeza de que esse despreparo causou o problema, visto por eles como pura fatalidade.

Dos 12 indiciados, dois foram por homicídio após serem encontrados vestígios de pólvora nas mãos e outros sinalizadores. Outros dez estão detidos como cúmplices.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.