Orquestra de Câmara apresenta musical “Mnimo e o Máximo” no Teatro Amazonas

A entradda ara o espetáculo é gratuirta

 

A entradda ara o espetáculo é gratuirta
A entrada ara o espetáculo é gratuita

A Orquestra de Câmara do Amazonas (OCA) apresenta nesta terça-feira (8) o concerto “Mínimo Máximo”, em Manaus. Marcado para começar às 20h desta terça-feira (8), o espetáculo que acontece no palco do Teatro Amazonas (Largo de São Sebastião, s/nº, Centro, zona sul) terá entrada gratuita e classificação livre.

O repertório traz obras de dois compositores que caracterizam o estilo barroco – Arcangelo Corelli e Johann Sebastian Bach – e dois compositores que representam o minimalismo – Philip Glass e John Adams. Na noite, quem rege a Orquestra é o maestro Marcelo de Jesus.

De acordo com o regente, os dois estilos são inspiradores por serem muito distintos, cada um com as suas características. O estilo barroco se destaca pelo excesso de tons, com muitos recursos. Já o minimalismo, chega com uma contenção de materiais.

O minimalista

Compositor de música contemporânea, Philip Glass nasceu em janeiro de 1937, em Baltimore, EUA. Aos seis anos de idade começou a tocar violino e aos oito dedicou-se à flauta. Ao longo da sua formação musical recebeu influências de compositores diversos, até descobrir as técnicas da música indiana, ao transcrever os trabalhos do músico indiano Ravi Shankar para a notação ocidental.

Determinante para a sua evolução musical, o contato com a música indiana abriu-lhe as portas do minimalismo, do qual os trabalhos “String Quartet No.1” (1966) e “Two Pages” (1967), são exemplos

Amaznianarede.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.