Nesta sexta, o amor venceu a violência num presídio de Manaus com mais um casamento coletivo

A sexta-feira, foi de amor e solidariedade no presídio.
A sexta-feira, foi de amor e solidariedade no presídio.
A sexta-feira, foi de amor e solidariedade no presídio.

Manaus – Nesta sexta-feira, foi um dia diferente num presido em Manaus, quando os crimes violentes deram lugar ao amor e de muita alegrias, especialmente por parte dos noivos, agora maridos e mulheres. Tudo aconteceu coma realização do segundo casamento coletivo do sistema prisional do Amazonas em 2015 foi celebrado na tarde desta sexta-feira (2).

Na celebração, foram oficializadas as uniões de 38 casais, que participaram de cerimônias civil e religiosa.

“A ação humaniza os internos das unidades prisionais, dando a eles uma atenção especial. É uma alegria chegar no sistema penitenciário e encontrar um evento desse porte, e saber que no estado temos pessoas que se importam com a parte social”, ressaltou o secretário Pedro Florêncio, titular da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio de assessoria de comunicação.

O juiz da 4ª Vara de Família do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), Luiz Cláudio Chaves, foi o responsável por oficializar o matrimônio. Ele, que é voluntário no projeto, também ressaltou a importância do casamento na recuperação dos detentos. “O casamento é uma forma de garantir alguns direitos que eles têm”, disse.

As 38 noivas, que vivem em liberdade, ganharam um dia de beleza. Com o apoio dos alunos do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e o Serviço Nacional de Aprendizagem (Senac), as noivas tiveram acesso a maquiagem e cabeleireiro. Os vestidos e os ternos foram escolhidos pelos noivos e alugados pela Seap.

Amazonianarede

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.