Negado pedido de prisão domiciliar para Raphael Souza

Manaus – Os advogados de Raphael Wallace Souza bem que tentaram conseguir que ele cumprisse a pena em prisão domiciliar, mas não obtiveram sucesso.

O pedido foi negado pelo juiz de Direito George Hamilton Lins. O juiz decidiu acatar o parecer do promotor de Justiça, Rodrigo de Miranda Leão Júnior, que considerou o pedido carente de provas, tanto do diagnóstico como da gravidade da enfermidade, e solicitou uma perícia médica.

O promotor disse que os documentos apresentados pela defesa apontam que Raphael tem assistência médica adequada, pois está procedendo a todos os exames para o diagnóstico da doença. Ele ainda afirmou que os documentos não indicam o diagnóstico da doença de Raphael, tampouco o tipo de tratamento.

Conforme documento enviado à Justiça, pela falta de provas da doença, o MP opinou para que o pedido fosse indeferido e pediu uma perícia médica para apontar a gravidade da enfermidade, se a doença pode ser tratada no local onde Raphael cumpre pena, e se a saída do local onde está preso para a realização do tratamento implica em agravamento da enfermidade.

Em 2009, Raphael Souza – filho do ex-deputado Wallace Souza – foi condenado a cumprir 11 anos no regime fechado pelos crimes de associação ao tráfico de drogas e porte ilegal de arma de uso restrito. Em 2012, foi condenado novamente. Dessa vez, a nove anos de reclusão pela morte de um suposto traficante de Manaus, ocorrido em janeiro de 2007. Atualmente, ele cumpre pena em regime semiaberto no Comando de Policiamento Especial (CPE), no bairro Dom Pedro, na Zona Centro-Oeste.

Fonte: G1,AM 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.