Morre em Manaus o delegado Elcy Barroro

Morreu ontem em Manaus, o delegado da Polícia Civil Elcy Baroso
Morreu ontem em Manaus, o delegado da Polícia Civil Elcy Barroso

Manaus, AM – O delegado Elcy Barroso faleceu na tarde desta sexta-feira (27), no Hospital da Unimed, no Parque das Laranjeiras, em Manaus, de parada cardio-respiratória. Ele estava em tratamento médico, em decorrência de dois Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC’s)

Natural do município de  em Eirunepé, no Interior do Amazonas, Barroso foi delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas e delegado-geral adjunto por três vezes.

Ele ingressos na instituição em 1978 por concurso e havia completado 39 anos de serviços prestados. Nesse período, passou pela Delegacia Especializada em Ordem Política e Social (Deops), Departamento de Polícia do Interior (DPI), Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Corregedoria da Polícia Civil, Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) e 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba, na Região Metropolitana de Manaus.

O velório ocorreu nesta noite de ontem no Auditório José Elcy Barroso Braga, nas dependências da Delegacia Geral, no bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste.O local do sepultamento ainda não foi confirmado.

Por meio de Nota, o delegado-geral Frederico Mendes e a Associação dos Delegados de Polícia do Amazonas (Adepol) lamentaram o falecimento de Elcy Barroso.

Nota da Polícia Civil

A Polícia Civil do Amazonas, por meio do delegado-geral da instituição, Frederico Mendes, manifesta profundo pesar pelo falecimento, aos 72 anos, do delegado de Polícia de Classe Especial José Elcy Barroso Braga, ocorrido na tarde desta sexta-feira, dia 27 de janeiro, às 16h25, no Hospital da Unimed, situado no Conjunto Parque das Laranjeiras, bairro Flores, zona Centro-Sul da cidade, em decorrência de parada cardiorrespiratória.

Elcy Barroso, como era chamado pelos colegas de trabalho, passou os últimos onze meses sendo submetido a tratamento médico em função de dois Acidentes Vasculares Cerebrais (AVCs).

Nascido em Eirunepé, município distante 1.160 mil quilômetros em linha reta da capital, ele ingressou na Polícia Civil em 1978, após aprovação em concurso público. Chegou a ser homenageado, em vida, pela instituição, concedendo o próprio nome ao auditório da Delegacia Geral, na zona Centro-Oeste da cidade.

Nesta semana, precisamente no dia 26 de janeiro, Elcy Barroso completou 39 anos de trabalho dedicados à Polícia Civil do Amazonas. No período de abril a outubro de 1992 ocupou o mais elevado cargo da instituição, o de delegado-geral e, por três vezes durante a carreira policial atuou como delegado-geral adjunto. Em 2003 foi nomeado Secretário-Executivo de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM).

Ao longo de quase quatro décadas passou pela Delegacia Especializada em Ordem Política e Social (Deops), Departamento de Polícia do Interior (DPI), Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Corregedoria da Polícia Civil, Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) e 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta de Manaus.

O eirunepeense era casado há mais de 40 anos com Tânia Regina Leal Barroso. Ele deixa seis filhos e oito netos. O velório da autoridade policial irá ocorrer na noite desta sexta-feira, dia 27, com previsão de início às 22h, no Auditório José Elcy Barroso Braga, nas dependências da Delegacia Geral, no bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste. O local do sepultamento ainda não foi confirmado pelas pessoas próximas a ele.

Aos familiares e amigos, o delegado-geral e toda a cúpula da instituição manifestam solidariedade neste momento de luto.

Mota de pesar

A Associação de Delegados de Polícia do Estado do Amazonas – Adepol AM – , no uso de suas atribuições estatutárias, comunica com pesar o falecimento do nosso membro e fundador, Dr. José Elcy Barroso Braga, Delegado de  Polícia Civil do Amazonas.

A história deste homem se confunde com a própria história da Polícia Civil. Em sua carreira, Dr. Elcy,  sempre visava a modernidade e o futuro e exerceu grandes desafios, um  gestor que exercia o melhor para sua instituiçãoe sempre se destacou por sua atuação.

Foi dele a ideia e a execução de construir uma grande sede da Polícia Civil do Amazonas. Vale lembrar, que atuou junto com um grupo de Delegados para fundar a nossa Associação e sempre se manteve atuante até antes de ser acometido da eternidade.

Descanse em paz, porque esta entidade cuidará a cada momento de manter vivo seu espírito inovador e ousado. Informamos a todos que o velório será realizado na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil às  21h, neste dia 27 de janeiro de 2017, no Auditório Delegado José Elcy Barroso Braga, localizado na Av. Pedro Teixeira, s/n, DomPedro I, Manaus – AM . Esta entidade também decreta 7 (sete) dias de luto em honra e homenagem a seu sócio fundador e conselheiro da Adepol AM.

Manaus, 27 de janeiro de2017
Mário Jumbo Miranda Aufiero
Presidente da Adepol-AM
Vice-Presidente Regional Norte da Adepol-Brasil

Amaznianarede-Assessoria

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.