Milhares de fies estão em Parintins para homenagear a Padroeira N.S. do Carmo

Na terra dos bumbas, a fé na padroeira é contagiante
Na terra dos bumbas, a fé na padroeira é contagiante
Na terra dos bumbas, a fé na padroeira é contagiante

Parintins – A cidade de Parintins, no baixo-Amazonas, terra dos bumbas Caprichoso e Garantido, após as festividades profanas, está entregue as atividades religiosas, em hora a sua padroeira, Nossa Senhora do Carmo, que além da programação religiosa, conta com um animado arraial, na Praça da Matriz, com comidas, típicas. shows e muitas diversões.

No terceiro dia da grande festa religiosa, talvez, a maior do baixo Amazonas, milhares de fies dos municípios vizinhos do Amazonas e Pará estão na cidade para homenagear a padroeira.

Além do Festival Folclórico, que terminou no final de Junho, que rendeu uma boa fatia financeira ao município, a Festa do Carmo, também deverá engordar um pouco mais a economia parintinense.

Prefeitura

O arraial é movimentado e animado
O arraial é movimentado e animado

A Prefeitura de Parintins por mais um ano é patrocinadora da Festa de Nossa Senhora do Carmo. A administração municipal colabora com toda estrutura de palco, iluminação, som, tenda e barreiras na Praça da Catedral. O poder público municipal também fornece apoio na contratação da banda que animará o espetáculo.

O prefeito Alexandre da Carbrás ressalta que sua gestão atua desde o seu primeiro ano em apoio à festa por saber de sua importância histórico-cultural para o parintinense e visitantes que todos os anos prestigiam a programação.

Fé enaltecida

Alexandre enaltece a programação que se torna a cada ano uma das maiores manifestações de fé do norte do Brasil. “Só tenho a desejar uma ótima festa e que todos possam estar voltados ao verdadeiro sentimento cristão”, declarou.

A presença de visitantes é grande na cidade
A presença de visitantes é grande na cidade

A Prefeitura tem valorizado as manifestações religiosas da cidade e interior promovendo apoio, principalmente em relação à estrutura. Alexandre explicou que a exemplo da festa do Carmo, outras festividades de igrejas católicas e evangélicas contaram com auxílio do poder público. Cita como exemplo o evento realizado pela Igreja Batista na Praça da Liberdade, no período do Festival.

Amazonianarede

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.