Mais um leilão sem sucesso do luxuoso hotel de selva Ariaú

Mais um leilão sem sucesso do Ariau

Mais um leilão sem sucesso do Ariau
Mais um leilão sem sucesso do Ariau

Amazonas – Mais uma vez, um leilão do luxuoso e internacionalmente conhecido hotel de selva Amazon Ariaú Towers realizado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) foi encerrado sem venda na manhã desta sexta-feira (22).

O empreendimento foi a leilão devido a uma dívida milionária com a Petrobras Distribuidora. Sem licitantes, o requerente (Petrobras) vai precisar se manifestar sobre uma nova forma de quitar o débito de R$ 1,5 milhão com a Jungle River Ltda., que administra o Ariaú. O caso está na Justiça desde 2006. 

A primeira etapa da disputa ocorreu no dia 12 de janeiro. No entanto, não foram dados lances para o hotel de luxo, avaliado em R$ 26 milhões. Os interessados poderiam fazer lance superior à avaliação judicial. Entretanto, nenhum interessado se manifestou. Com falta de lances, o hotel voltou a ser leiloado nesta sexta.

Segundo o leiloeiro Ricardo Oliveira, como não houve licitantes, será informado o juízo para que seja aberto vista a fim de que o requerente se manifeste. “Eles [Petrobras] podem pedir um novo leilão ou oferecer uma proposta de acordo para solicitar a venda de outro imóvel. Existem várias possibilidades que o requerente pode tomar”, explicou.

O luxuoso complexo hoteleiro, fica no meio da selva amazonica
O luxuoso complexo hoteleiro, fica no meio da selva amazonica

A disputa ocorreu em Manaus, no Fórum de Justiça Henoch Reis. O leilão começou às 10h. Os interessados podiam dar lances livres a partir de 60% dos R$ 26 milhões de avaliação do imóvel, diferentemente da primeira etapa quando só eram permitidas propostas com valor mínimo de avaliação.

Uma proposta de acordo chegou a ser protocolada pela defesa do Hotel Ariaú na véspera do primeiro leilão na 2ª Vara da Comarca de Iranduba, onde o processo tramita. A proposta de acordo enviada ao judiciário previa o pagamento de R$ 400 mil a Petrobras para quitar a dívida que motivou a ação judicial. Porém, o acordo não foi aceito pela subsidiária da estatal.

O advogado que representa a Petrobras tomou conhecimento do encerramento do leilão, porém, não comentou o caso com a imprensa. Não houve representantes da Hotel Amazon Ariaú Towers no local.

 Disputa judicia

Turistas passeiam pelos igapós amazonicos
Turistas passeiam pelos igapós amazonicos

Há nove anos a BR Distribuidora ingressou com uma ação judicial contra a empresa River Jungle Ltda, que é proprietária do hotel. O processo tramita atualmente na 2ª Vara da Comarca de Iranduba (Cível) em fase de execução.

Segundo a Petrobras Distribuidora, a ação trata da cobrança de dívida no valor aproximado de R$ 1,5 milhão, visando reembolso à BR de valores referentes ao Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A BR alega que o montante foi indevidamente descontado de notas fiscais de fornecimento de combustíveis (gasolina C, óleo diesel) e lubrificantes, no período de 2002 a 2004.

 

O processo foi ajuizado em 2006. Em novembro deste ano, a Justiça do Amazonas penhorou o imóvel e determinou que o hotel fosse leiloado. O hotel foi avaliado em R$ 26 milhões e tem 66 hectares.

Hotel

Piscinas naturais para refrescar os exigentes hóspedes
Piscinas naturais para refrescar os exigentes hóspedes

O hotel Ariaú fica situado em um afluente do Rio Negro, próximo ao arquipélago de Anavilhanas, a 60 Km de distância de Manaus. A área é de jurisdição do município de Iranduba na Região Metropolitana de Manaus.

 

O local já foi cenário de gravações do filme Anaconda e do reality Survivor. O hotel recebe turistas de vários países. O bilionário da tecnologia Bill Gates e o ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter estão entre as celebridades que já passaram pelo hotel.

Amazonianarede-Rede Amazonica

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.