Lançada a obra de restauração da Praça Adalberto Vale

Lançado o projeto de restauração da Praça Adalberto Vale
Lançado o projeto de restauração da Praça Adalberto Vale
Lançado o projeto de restauração da Praça Adalberto Vale

Manaus – Lançada pela Prefeitura de Manaus obra de requalificação urbanística da Praça Adalberto Vale, localizada na Avenida Floriano Peixoto, centro de Manaus será lançada neste sábado (18). O projeto possui recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas 2, que já destinou R$ 15 milhões – dos R$ 33,7 milhões previstos – para projetos de recuperação de áreas tombadas no Centro Histórico de Manaus.

Orçado no valor de R$ 376.600,97, o projeto prevê adequação da área quanto à acessibilidade; instalação de bancos e novo sistema de iluminação pública; sinalização e paisagismo. O entorno da praça será circundado por jardins baixos, onde serão plantadas árvores e palmeiras. No intuito de aumentar a área de pedestre, a via lateral da praça será bloqueada por balizadores de concreto, enquanto uma nova via será aberta do lado Oeste da Adalberto Vale, para resgatar o fluxo semelhante ao da década de 20.

De acordo com o coordenador local do PAC Cidades Históricas, Antônio Nelson, as primeiras ações na praça compreendem a montagem do barracão de obras, demolição das barracas instaladas e o isolamento do espaço com tapumes. “Os permissionários que atuavam na área já estão sendo mobilizados pelas secretarias responsáveis”, ressaltou.

O coordenador destacou, ainda, que o projeto contempla o retorno do Pavilhão Universal para o meio da praça, conforme instalado na década de 50.

Aprovado pelo Iphan

Também inscrito no PAC Cidades Históricas, o projeto do Pavilhão Universal foi recentemente aprovado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional de Brasília, no valor de R$ 411.136,49. Segundo Antônio Nelson, a próxima etapa será a assinatura do Termo de Compromisso e licitação do projeto para a escolha da empresa que executará o restauro do monumento.

O tempo previsto para conclusão das duas obras é de 12 meses. Neste período, o Pavilhão, um dos belos exemplares da arquitetura neoclássica, será desmontado para passar por restauração das estruturas metálicas e demais elementos arquitetônicos históricos. Além de estabelecer maior conexão com a Praça Tenreiro Aranha, situada à frente, o objetivo é posicionar o monumento em um ponto de grande visibilidade, em que terá a função de Centro de Atendimento ao Turista (CAT).

Alteração

Em virtude do lançamento da obra na praça Adalberto Vale, a parada seletiva da área será desativada, a partir deste sábado (18). O embarque e desembarque de passageiros das 29 linhas que utilizam o local será feito no Terminal da Matriz, e nos pontos localizados ao longo da Avenida Getúlio Vargas. Fiscais da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) estarão presentes para orientar os usuários.

Amazonianarede

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.