Justiça anula eleição de Telo Pinto no Garantido

(Amazonianarede-Redação)

A Nação Vermelho e Branco em Parintins (Garantido), vive uma grande expectativa para saber quem vai substituir a administração do bumbá, comandada por Telo Pinto, anulada pela Justiça, por decisão da juíza Melissa Sanches Silva da Rocha.

A magistrada afirma na sentença, que todos os associados da Associação, que agora em torno de quatro mil, inadimplentes ou não, podem e devem votar no próximo pleito.

Ação anulatória da assembléia geral da eleição foi solicitada pelo ex vereador Flávio Farias, que foi o segundo colocado da votação, alegando que todos sócios do boi deveriam votar porque as mensalidades de contribuições eram pagas ao Instituto Garantido e não a Associação Folclórica.

“Por conseguinte, sem sombra de dúvidas que a referida assembléia geral merece ser declarada nula, a fim de que, em seu lugar, seja realizada nova eleição, com a participação de todos os membros da associação, inadimplentes ou não”, diz um trecho da sentença.

Em 19 de junho, deste ano, o ministro Marco Buzzi, do Superior Tribunal de Justiça ( STJ), negou recurso especial interposto pela diretoria do Garantido contra o acordão do Tribunal de Justiça do Amazonas(TJ/AM) que mantinha a decisão em 1ª. instância proferida pelo juiz Antônio Itamar Gonzaga, da 3ª. Vara da Comarca local, que um dia antes da eleição decidira pela votação de todos os eleitores. A eleição de 2011 foi realizada por força de liminar.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.