Jimmy diz que mulher do avô arquitetou triplo homicídio por herança

Manaus – Jimmy Roberto Belota apontado como o principal suspeito da execução do triplo assassinato de membros da família Belota, incluindo o seu pai, Roberval Belota, compareceu ontem à primeira audiência na Justiça, no Fórum Henoch Reis, fez declarações bombásticas, que certamente provocaram uma grande reviravolta no “caso Belota” que chocou a cidade.

O crime em Janeiro, contou ainda com a participação dos comparsas, o seu “namorado” Rodrigo Moraes Alves e Ruam Pablo Bruno Claudio Magalhães.

De acordo com Jimmy, tudo foi planejado foi à mulher do seu avô, Olga Matos, que após todo o planejamento feito entregou cópia da chave do apartamento de Gracilene e dinheiro para comprar todo o material utilizado no crime.

Sem demonstrar nenhum constrangimento, o acusado afirmou que as mortes de Gracilene (tia), Gabriela (prima) e do seu próprio pai Roberval Belota, foi motivado por herança da família. Segundo ele, de acordo com o planejamento de Olga, ela herdaria a herança da sua tia e ele ficaria com a do pai e chegou a frisar que naqueles momentos eles pareciam sofrer de uma profunda cegueira.

O depoimento de ontem, contradiz os outros dois prestados logo após os crimes prestados a Delegacia Especializada em Homicídios e Seqüestros, onde em nenhum momento ele citou que a arquiteta do crime foi à mulher do seu Pai Olga.

A verdade é que o depoimento de Jimmy foi marcado por contradições e a revelação de que tudo teria sido arquitetado pela mulher de seu avôi, Olga Matos, teve um efeito bombástico para quem assistiu a audiência.

NADA MUDA

Para a juíza Mirza Telma Cunho, titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri argumentou que em princípio o envolvimento de uma quarta pessoa na trama, não deverá alterar o rumo do processo, considerando que essa fase inicial do processo está praticamente concluída e que as novas declarações a respeito, serão encaminhadas ao Ministério Público que deverá analisar o fato e tomar as medidas que achar necessárias.

Olga, acompanhou um pouco o depoimento de Jimmy, mas não ficou até o final e resolveu deixar a audiência antes do encerramento e se esquivou de falar com os jornalistas que cobriam a audiência sobre o depoimento de Jimmy, a gora procurando envolvê-la como a arquitete do triplo homicídio.

Antes do depoimento de Jimmy, mais quatro testemunhas foram ouvidas: O investigador Marcelo Saturnino. A empregada e Roberval Maria Neiza Amorim, a empregada da família Belota, Vergilina Farias e a testemunha de defesa de Ruam Pablo, sua mãe Ana Lúcia Magalhães.

Amazonianarede – Redação 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.