Implurb embarga prédio no Monte das Oliveiras

(Foto: Ascom)

A Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), embargou um prédio irregular, sem licenciamento, no bairro Monte das Oliveiras, zona Norte.

O prédio, construído na rua Arquiteto José Henrique Bento Rodrigues para abrigar quitinetes multifamiliar, além das irregularidades, entra para o rol das curiosidades arquitetônicas da cidade, pois os seus quatro andares de construção apresentam uma leve inclinação, provavelmente provocada por falta de aprume durante a obra.

Até esta quarta-feira, dia 30, o proprietário não compareceu ao órgão para apresentar projeto arquitetônico e estrutural, registrado pelo CREA-AM, justamente com responsável técnico (RT). O Implurb esteve com equipes de fiscais e engenheiros no local, produzindo relatórios e vistorias, na semana passada, e a fiscalização tem incluído o endereço na rota para verificar se a obra continua paralisada. Até esta quarta, a mesma continuava sem movimentação de operários, em razão do embargo.

Em razão da inclinação e outros detalhes irregulares quanto aos índices urbanísticos definidos no Plano Diretor, a obra foi embargada e deverá ficar parada até a regularização da mesma. O proprietário terá que providenciar, ainda, devida correção de reforço estrutural, com profissional qualificado de engenharia para resolver a situação. Durante vistoria administrativa realizada pela Divisão de Controle (Dicon), constatou-se também que os ambientes que estavam sendo erguidos fogem dos preceitos da Engenharia, em divergência em conforto, habitabilidade e segurança geral na edificação, sem atender as dimensões mínimas dos compartimentos de um prédio residencial multifamiliar (área útil total de no mínimo 37 metros quadrados, com sala de 9m2, quarto 9m2, cozinha 6m2 e banheiro 3m2, nas medidas mínimas).

No relatório produzido pela Gerência de Engenharia (GEN), o engenheiro Jocimar Milon afirma que o prédio em questão está em situação de risco, por ter sido construído aproveitando uma obra de contenção de aterro para nivelamento do perímetro com o patamar da rua. O proprietário usou a base de concreto que deu suporte ao aterro para erguer os pilares do prédio, e a inclinação ocorreu pela ausência de resistência do terreno que foi aterrado.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.