Idosos da FDT visitam fábrica do Polo Industrial de Manaus

(Reportagem e foto: Nayanne Silva)

Um grupo de idosos da Fundação Doutor Thomas (FDT) fez uma visita, na manhã desta terça feira, 27, à multinacional Moto Honda da Amazônia, que é a maior empresa do Polo Industrial de Manaus. Os idosos foram acompanhados pelas assistentes sociais, psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas e educadores físicos da FDT.

Recebidos pelo gerente de relações institucionais da Moto Honda da Amazônia, Mario Okubo, os idosos, assim que chegaram à fábrica, assistiram um vídeo sobre a criação e evolução da empresa no Brasil e, em seguida, foram conhecer o processo de montagem das motocicletas.

Nas áreas operacionais e externas, os idosos tiveram contato com os processos de produção, passando pela fabricação de assentos, fabricação da roda, pintura, montagem de motores e outros setores da multinacional. Os visitantes tiveram a oportunidade de interagir e tirar dúvidas com o guia que conduzia a visita.

A diretora presidente da FDT, Martha Moutinho Cruz, afirmou que atividades como essa fazem parte de uma das propostas da instituição, que é promover a inclusão social dos idosos. De acordo com ela, todas as visitas e passeios trazem um retorno positivo para a qualidade de vida de vida. “Agradecemos a Moto Honda por ter aberto as portas para os nossos idosos. Propiciar vivências que valorizam, estimulem e potencializem a melhoria de vida dos idosos é um dos nossos objetivos e é sempre gratificante ver como eles se desenvolvem por meio dessas atividades”.

A iniciativa da visita se deu por parte de um projeto do departamento de serviço social da FDT. O projeto busca levar os idosos a conhecer as empresas do Pólo Industrial de Manaus. A assistente social Liliane Flores ressalta a importância desse tipo de passeio com os idosos e explica que isso é um projeto que busca fortalecer a socialização dos idosos. “Proporcionar aos idosos um contato com a sociedade é sempre positivo para nós. A maioria deles, que moram na fundação, de certa forma precisa dessa interação social. Sair da rotina, mesmo que por algumas horas, é essencial para melhorar a qualidade de vida dos idosos”.

A aposentada Maria Maia, 70, que nunca tinha visitado a fábrica, disse que gostou muito do passeio e que não vê a hora de conhecer as outras empresas. “Gostei muito de conhecer a fábrica, as linhas de produção. Tudo ali dentro é incrível”.

O gerente da multinacional, Mario Okubo, ressalta o quão gratificante são as visitas à fábrica. Para ele, é sempre importante esse contato com a sociedade de modo geral. “Ficamos felizes em saber que estamos contribuindo nesse momento com os idosos. Toda e qualquer visita é sempre bem-vinda”, afirmou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.