Gremistas reclamam de pênalti marcado no final: “Frustrante”

Amazonianarede – Lancenet

A partida se encaminhava para o fim com uma classificação para a semifinal da Copa Sul-Americana e um confronto com o São Paulo no futuro. No entanto, um pênalti aos 47 minutos do segundo tempo mudou o rumo gremista na competição. O 3 a 1 do Millonarios eliminou o Grêmio aos 48 minutos. Os jogadores reclamaram muito do árbitro Carlos Vera ao final do jogo.

Logo que o juiz soprou o apito, os gremistas correram para pressionar Vera. Léo Gago foi o primeiro a chegar e peitar o árbitro. Saimon estava muito alterado e também foi para cima. Um dos jogadores inclusive chegou a atingir um dos auxiliares com um chute.

– Temos dúvida do pênalti. Mas abdicamos de jogar um pouco no segundo tempo, coisa que fizemos bem no primeiro. Werley não tocou no jogador deles, ele se jogou e o árbitro deu pênalti. É frustrante, no primeiro tempo fizemos uma grande partida. Mas deixamos de jogar – declarou Gilberto Silva.

Outro que estava indignado com a situação era Marcelo Moreno. O centroavante reclamou de lance no primeiro tempo, quando Marco Antônio fez um passe e a bola bateu na mão de Franco, sem que o pênalti fosse marcado. Além dessa jogada, houve ainda um carrinho de Ochoa em Zé Roberto, que caiu. Outra vez, nada assinalado.
– Isso é incrível! No primeiro tempo, ele não deu pênaltis para nós. Isso é incrivel! – gritou Moreno nos microfones.

O técnico Vanderlei Luxemburgo foi ao bolo para tirar os jogadores, que pressionavam a arbitragem. Logo depois da chegada do treinador, que, claro, também reclamou, os seguranças cercaram o trio de arbitragem.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.