Governo do Amazonas lança três novas obras no Projeto Edições de Livros

Manaus – Mais três obras do Projeto Edições de Livros, da Secretaria de Estado de Cultura, serão lançadas nesta quinta-feira, às 18h, no hall da Biblioteca Pública do Amazonas, na rua Barroso, 57, Centro. “História da Igreja de São Sebastião”, do escritor Mário Ypiranga Monteiro (1909-2004), “O ensino fundamental no Acre”, de Lúcio Cavalcanti, e “Uma questão de identidade: a importância de A Crítica e Folha de S. Paulo na vida do povo brasileiro”, da jornalista Eula Dantas Taveira, são os títulos dessa nova etapa de lançamentos.

Vinculado ao programa Mania de Ler, o projeto Edições de Livros busca incentivar novos escritores, promover obras de autores locais e reeditar livros consagrados da literatura amazonense. Toda semana, dois ou três títulos são lançados com a presença do autor ou de algum representante dele em caso de escritores já falecidos, como é o caso de Mário Ypiranga Monteiro.

De acordo com o diretor do Departamento de Literatura da Secretaria de Cultura, Antônio Ausier, são impressos 300 exemplares de cada obra. Desses, 60 são disponibilizados para o autor e os outros 240 farão parte do acervo da secretaria, alimentando os projetos e bibliotecas do Estado. “Em 2012 já contemplamos o lançamento de 20 livros pelo projeto e até o fim do ano pretendemos chegar a 100”, adiantou Ausier.

No livro “Uma questão de identidade: a importância de A Crítica e Folha de S. Paulo na vida do povo brasileiro”, Eula procura mostrar o surgimento e o desenvolvimento dos dois jornais e faz uma comparação das principais manchetes. “Com essa delimitação é possível entender a importância desses órgãos comunicacionais na vida de muita gente e no resgate dos acontecimentos”, comentou a autora no livro.

A “História da Igreja de São Sebastião”, de um dos maiores escritores amazonenses, Mário Ypiranga Monteiro, a Secretaria de Culturua faz uma homenagem ao centenário de fundação da Igreja de São Sebastião, comemorado em 2012. Esta será a segunda edição da obra, que foi editada inicialmente em 1999. No livro, o leitor poderá conhecer o trabalho de catequese e artístico dos frades italianos, quanto foi gasto na construção da Igreja, as discussões entre os deputados, as críticas, e o que ocorria em torno da edificação. A filha do autor, Marita Monteiro, representará o pai durante o evento.

O escritor Lúcio Cavalcanti traz ao leitor os difíceis caminhos traçados para o “plantio da semente do ensino fundamental no Acre”, últimagrande área incorporada ao Brasil e que em 1962 passou à categoria de Estado.

Cavalcanti resgata nomes, detalhes, lutas e a consagração de um educandário, com o livro “O ensino fundamental no Acre”.

(Agecom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.