Fim do mistério: Pai confessa que jogou o bebê de 4 meses no Rio Negro

O pai, sem alva e coração, que jogou o filho para a morte no Rio Negro, confessou o crime báarbaro
O pai, sem alva e coração, que jogou o filho para a morte no Rio Negro, confessou o crime báarbaro
O pai, sem alva e coração, que jogou o filho para a morte no Rio Negro, confessou o crime báarbaro

Manaus – AM – Terminou o mistério.  A Policia Civil anunciou hoje que foi canoeiro Josias Alves, pai do bebê de 4 meses que morreu afogado no Ri0 Negro, que jogou o filho para a morte. Ele  confessou o terrível crime  em depoimento, afirmando que jogo o filho no Rio Negro,   no dia 14 de agosto, por um desentendimento cm a esposa, por causa de pensão alimentícia.

De acordo com o delgado que investiga o caso, Josias de Oliveira Alves, de 29 anos, fez a confissão na presença dos três advogados na tarde de ontem (8), na sede da DEHS, durante novo interrogatório. Alves está preso desde o dia 21 de agosto, quando se apresentou à polícia. Até então, ele acusava a mãe da criança, a mãe, Cleudes Maria Batista, de 23 anos, de ter cometido o crime, por isso ela também estava presa.

A mãe foi presa no dia 3 de setembro, enquanto prestava depoimento na sede DEHS. A prisão preventiva foi decretada pela juíza Mirza Telma, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Contradições

A polícia alegou que ela teve “atitudes prejudiciais à investigação”. “Ela não colabora e atrapalha a investigação porque mentiu algumas vezes. Isso é atrapalhar a investigação”, justificou o delegado Ivo Martins.

Durante as investigações, a polícia identificou contradições nos depoimentos dos pais, que faziam acusações mútuas e apresentavam versões “fantasiosas”, segundo o delegado Ivo Martins.  Eles prestaram vários depoimentos e duas acareações foram feitas.

Amazonianarede

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.