Festival de Ciranda de Manacapuru terá apenas uma noite

Mesmo com a crise, a festa ficou mais curta, ma a tradição continua

 

Manacapuru, terra da Ciranda, com crise ou sem crise
Manacapuru, terra da Ciranda, com crise ou sem crise

Manacapuru, AM – O Festival de Ciranda de Manacapuru, com 20 anos de tradição, que era um festival de três noites, este ano, devido a crise, tudo será feiro numa noite só. O Festival começa e termina no sabado. no sabado, devido a crise econômica  que o país vive. Devido a esse fato lamentável, o  20º Festival de Ciranda de Manacapuru.

A  exemplo do que ocorreu com o Festival Folclórico de ano não terá patrocínio do Governo do Estado em razão da crise econômica pela qual passa o País, acontecerá no próximo sábado, a partir das 20h, na arena do Parque do Ingá. O detalhe é que este ano ao  invés de três noites de apresentações, será apenas uma.

Também não haverá competições. A ciranda Flor Matizada abre a festa, seguida da  Guerreiros Mura e Tradicional. Cada uma das agremiações folclóricas terá 1h30 para se apresentar em cenário único.

De acordo com a presidente da Flor Matizada, Vanessa Mendonça, o evento é para que o 20º Festival não passe em branco. “Agosto é o mês da ciranda. Seria triste para o município se deixássemos o festival morrer.

20 anos de tradição

São  20 anos de tradição”, lembrou, destacando que as três agremiações folclóricas correram atrás de recurso e vão realizar o evento em novo formato. “Infelizmente sem a ajuda do Governo do Estado não temos como fazer uma grande festa, mas não vamos deixar o festival passar em branco”, disse.

Vanessa conta que quando o governador José Melo anunciou o corte de verba para a área da cultura, em maio

Os cirandeiros não desenimaram e a festa contginua
Os cirandeiros não desanimaram e a festa continua

“É complicado e muito triste, porém os nossos cirandeiros  nos motivam a fazer algo pelo festival. Tivemos que criar um novo formato para não deixar de realizá-lo. Mas a apresentação será muito pequena diante do que era apresentado nos anos anteriores”.  

A presidente da Flor Matizada revela que os planos das agremiações daqui para frente é correr atrás de patrocínio particular para não depender mais apensas de recurso público e vindo ter o Festival de Ciranda prejudicado como este ano.

“Se tivéssemos nos organizado antes não teríamos sido pegos de surpresa como Parintins que, mesmo sem o apoio financeiro do Governo do Estado, conseguiu apresentar o Festival Folclórico nos níveis dos anos anteriores porque tinha muitos patrocinadores”.

Este ano, as agremiações folclóricas de ciranda vão levar para a arena do Parque do ingá no próximo sábado somente os cirandeiros e os itens individuais: Cirandeira Bela, Porta Cores, Princesa Cirandeira, apresentador e os dois cantadores. O Festival de Ciranda de Manacapuru é realizado tradicionalmente no último fim de semana do mês de agosto. Anteriormente eram três noites de festas. No ano passado, mais de 80 mil pessoas participaram dos três dias de evento.

Crise

Mesmo com a crise, a festa ficou mais curta, ma a tradição continua
Mesmo com a crise, a festa ficou mais curta, ma a tradição continua

Diante da decisão do Governo do Amazonas anunciada em maio pelo próprio governador José Melo, o Estado, este ano, suspendeu patrocínio ou qualquer despesa com festivais culturais, na capital e interior, incluindo Festival Folclórico de Parintins, Fecani, Cirandas, Festival Folclórico do Amazonas, entre outros. Dessa forma, não haverá despesa pública estadual com o Festival de Ciranda de Manacapuru e as agremiações foram comunicadas sobre a situação.

Amazonianarede-

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.