Eurico Miranda é condenado a pagar mais de R$ 1,3 mi ao Vasco

Amazonianarede – Ag. Estado

Rio – Em decisão tomada em primeira instância, o ex-presidente Eurico Miranda, foi condenada a pagar pouco mais de R$ 1,3 milhões ao Vasco.

A ação é referente à prisão do ex-atacante Edmundo, em 2001, quando o ex-mandatário teria ofendido três desembargadores, que processaram o clube.

Oito anos após o caso, o Vasco, que já havia tido penhorado suas cotas de TV, foi obrigado a pagar R$ 1,363.468,47 de indenização aos desembargadores que condenaram Edmundo. A decisão que condena Eurico a reembolsar o clube com a mesma quantia foi publicada na última terça-feira, pela juíza Isabella Pessanha Chagas, da 24ª Vara Cível.

Em 2001, Edmundo foi condenado a quatro anos e meio de prisão em regime semi-aberto, pelo envolvimento no acidente automobilístico em que três pessoas morreram, em 1995. Em defesa do atleta, Eurico criticou os desembargadores Eduardo Mayr, Erié Sales da Cunha e Maurício da Silva Lintz.

Como a decisão foi tomada em primeira instância, Eurico Miranda recorrerá da sentença na Justiça. No entanto, o caso pode levar até a exclusão do cartola do quadro social do clube caso não haja o ressarcimento do valor  atualmente o ex-presidente possui o título de Grande Benemérito.

Segundo o estatuto vascaíno, um associado pode ser advertido, suspenso por seis meses ou até eliminado no quadro social se “revelar mau caráter ou inadaptabilidade ao meio social ou causar grande dano ao clube”. Posteriormente, o caso é decidido pelo Conselho Deliberativo do clube.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.