“Espaços culturais sempre estiveram à disposição do folclore”, diz secretário de Cultura

Amazonianarede – Agecom

Manaus – Todas as áreas, espaços culturais e demais instalações como teatros, auditórios, praças e parques sob administração do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria Estadual de Cultura, estão e permanecerão disponíveis para a prática de ensaios e até mesmo apresentações e espetáculos dos grupos folclóricos de Manaus, e de todo o Estado, que apresentarem projetos para uso dos locais além dos horários e datas já reservadas para outros eventos.

A observação foi feita na manhã desta segunda-feira (4), na abertura da reunião entre técnicos e coordenadores da secretaria e mais de 300 dirigentes, artistas, músicos e demais representantes dos movimentos folclóricos amazonenses na sede do Palacete Provincial (Praça da Polícia), na região central de Manaus para debater o conteúdo e possíveis mudanças nos editais para o segmento este ano: ProArte (pesquisa artística, cultural e bolsa apoio) e os festivais folclóricos de Parintins e do Amazonas.

O secretário Robério Braga ressaltou ainda que a permissão é estendida para os outros setores artísticos e culturais dispostos a utilizar os espaços e voltou a alertar para a necessidade urgente de novos projetos e propostas para o segmento.

“Apesar dos recursos estarem disponíveis, desde 2009, nenhum projeto foi aprovado pelo Conselho Estadual de Cultura (formado por dois integrantes indicados pela própria classe artística e um técnico da secretaria), a maior parte por problemas na documentação e no projeto”, afirmou o secretário ao destacar que para este ano, o órgão irá oferecer cursos para elaboração de projetos e destacará um funcionário exclusivamente para orientar sobre a documentação necessária.

Em um breve resumo das atividades e ações realizadas pela secretaria nos últimos anos apenas no apoio e desenvolvimento do folclore amazonense, Robério destacou os investimentos nas festas de 31 municípios que totalizam mais de R$ 103 milhões desde 1999, publicações de livros, estudos, realização de oficinas e workshops, entre outros.

Durante o encontro, também surgiram entre as pautas debatidas e que ficaram para posterior análise dos artistas, a reorganização das entidades representativas e de toda a estrutura do Festival Folclórico do Amazonas 2013 assim como o repasse de verbas e recursos para as agremiações.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.