Encontro volta a discutir tópicos do Plano Municipal de Cultura

A Fundação Municipal de Cultura e Artes (Manauscult) deu continuidade, neste sábado, às discussões sobre o Plano Municipal de Cultura, que será um dos temas principais da Conferência Municipal de Cultura agendada para o período de 11 e 14 de julho, no Café Teatro, em Manaus. A conferência terá como tema “Uma Política de Estado para a Cultura: Desafios do Sistema Nacional de Cultura”.

O encontro deste sábado, no auditório do Parque Municipal do Mindu serviu para um detalhamento do Plano Municipal de Cultura, que está disponível no site do Conselho Municipal de Cultura para considerações, sugestões e propostas.

Assim como o conteúdo do Plano Municipal de Cultura, a ficha de inscrição pode ser baixada pelo site  www.concultura.manaus.am.gov.br. O texto que está disponível no site do Conselho Municipal de Cultura é resultado das discussões entre o poder público e a sociedade civil, e ainda está aberto para consulta.

A Conferência Municipal de Cultura será pautada pelas prerrogativas determinadas pelo Ministério da Cultura (MinC), tendo como base cinco eixos de discussão, que estarão em debate durante três dias. No dia 12 de julho, serão debatidos o Sistema Nacional de Cultura, a produção simbólica e a diversidade cultural; no segundo dia o foco será sobre Cidadania e Direitos Culturais; Cultura e Desenvolvimento. Já o último dia da conferência será todo dedicado à discussão do Plano Municipal de Cultura, que irá nortear as políticas culturais do Município pelos próximos dez anos. Durante a apresentação foi destacado que o Plano Municipal de Cultura é uma política de governo, independente do gestor municipal e deverá ter suas ações cumpridas.

O Plano Municipal de Cultura inclui temas importantes e diversos como economia criativa como estratégia de desenvolvimento sustentável, territórios criativos e valorização do patrimônio cultural em destinos turísticos, até a consolidação da cidadania com atenção para a diversidade étnica e cultural, o fazer cultural trabalhado em uma base de gestão mais profissional, a profissionalização de técnicos, entre muitos outros.

Para Márcio Braz, gerente de implantação do Sistema Municipal de Cultura, pela Manauscult, o momento é de coroamento de um trabalho que foi desenvolvido ao longo de meses, entre discussões e a formatação do texto, em uma parceria entre a classe artística e os técnicos da administração municipal. “Lutamos muito, e é preciso destacar a parceria e participação da classe artística, para a formatação do Plano Municipal de Cultura. É o momento de todos participarem para a definição do texto final”, disse ele. Após a aprovação do Plano Municipal de Cultura durante a Conferência Municipal de Cultura, o texto será avalizado pelo Conselho Municipal de Cultura para ser enviado à Câmara Municipal de Manaus, para se tornar lei.

O encontro deste sábado contou com a participação de representantes de vários segmentos, como música, artes plásticas, circo e de populações tradicionais, que atenderam ao chamamento da Manauscult e do Conselho Municipal de Cultura. O próximo passo será convocar a classe artística e os interessados a participar da Conferência Municipal de Cultura, que acontecerá na próxima semana. Ainda segundo Márcio Braz, o momento ainda é de discussão dos tópicos e durante a conferência será “batido o martelo” sobre o conteúdo contidos no texto do Plano Municipal de Cultura.

(Semcom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.