Denúncia: Camelôs estão destruindo a imagem do centro de Manaus

Mesmo com todos os esforços do prefeito Arthur Virgílio Neto e de toda uma equipe que trabalha para revitalizar o centro da capital do Amazonas, um grupo de pessoas, que se intitulam “ambulantes”, tomou conta de uma das principais avenidas e promove a bagunça urbana, sem controle.

A avenida Floriano Peixoto, que já abrigou o Hotel Amazonas por onde passaram hospedes ilustres e o Hotel Ana Cássia, também tradicional, hoje é o retrato fiel da falta de compromisso que os próprios habitantes têm com a cidade onde vivem.

Na esquina com a rua dos Andradas, a situação é caótica. Dezenas de bancas oferecem todo tipo de produto e causam incômodo aos pedestres, que ficam sem ter onde caminhar e são obrigados a disputar o espaço da rua com carros e ônibus. Quem precisa do transporte coletivo também sofre com a invasão, já que a parada que existia no local foi eliminada. A postura ilegal desses camelôs prejudica ainda aos comerciantes que possuem lojas funcionando naquela área.

Poluição sonora

Em meio a tudo isso, é possível ver membros de igrejas evangélicas munidos de suas potentes caixas de som, poluindo totalmente o já degradado ambiente, com um barulho insuportável. Entre uma mensagem e outra, eles aproveitam para indicar a “caixinha” que coleta donativos dos adeptos.

Para piorar um pouco mais, no final de todos os dias o que fica para a cidade e a sujeira deixada por eles (camelôs e religiosos), que fazem ali mesmo as refeições e jogam os restos pelo chão, além de criar banheiros em qualquer lugar. Outro fato comum é a presença de pessoas embriagadas, que perturbam a tranquilidade de quem precisa ir ao centro de Manaus.

(Amazonianarede – Fotos: Sandra Monteiro

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.