DEHS prende dupla suspeita de envolvimento em quatro homicídios

dupla presa no Cacau Pirera, iranduba
dupla presa no Cacau Pirera, iranduba
dupla presa no Cacau Pirera, iranduba

Manaus, AM – Deivid Denis Castro de Oliveira, 19, o “DD”, e Bruno César Pereira da Mota, 26, conhecido como “Capa”, foram apresentados durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira, dia 1, na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A dupla foi presa pela de execução de quatro pessoas na cidade. A motivação dos crimes foi o acerto de contas pelo envolvimento com o tráfico de drogas.

De acordo com o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, Deivid e Bruno foram presos pela equipe de investigação da especializada na manhã desta última quarta-feira, dia 30 de setembro, por volta das 10h, na Rua Águias Chilenas, na comunidade Gustavo Nascimento, bairro Cidade de Deus, zona Norte. Os policiais chegaram até os suspeitos, após denúncia anônima.

“Primeiro fizemos a captura de Deivid, que estava na residência do pai dele. Em seguida, ele nos levou à residência de Bruno, situada na mesma rua. Na delegacia eles confessaram os quatro homicídios, que estariam relacionadas ao tráfico de drogas. Mas não descartamos a participação deles em outras mortes ocorridas na área”, explicou o delegado.

Ainda segundo a autoridade policial, os dois infratores cometeram os quatro homicídios em datas e locais distintos. No dia 22 de outubro de 2014, a dupla teria executado, com cinco tiros, Alan da Silva Pinheiro, 19. Ele foi atingido no rosto e o abdômen. O fato ocorreu na Rua Lírio das Pedras, bairro Cidade de Deus, zona Norte.

No dia 11 de julho deste ano, Bruno e Deivid cometeram outro homicídio no mesmo bairro. A vítima foi José Ribamar da Silva Júnior, 32, conhecido como “Júnior Barbie”. Ele foi alvejado com sete tiros, que atingiram a cabeça e o tórax dele, no momento em que conversava com um amigo, na Rua Águias Chilenas.

Martins também informou que Jorge Fernando Lima Maciel, 28 e Oleir da Silva Pinto Rosa, 19, foram mortos no dia 14 de setembro, deste ano. Os corpos deles foram encontrados na Rua Careiro Castanho, comunidade Val Paraíso, bairro Jorge Teixeira, zona Leste.

“Em depoimento, Deivid e Bruno informaram que, neste caso, eles teriam agido em legítima defesa já que foram as vítimas que teriam armado uma emboscada para mata-los e, por esta razão, a dupla teria consumado os homicídios. Na ocasião, os infratores teriam amordaçado, espancado e asfixiado as vítima até a morte”, explicou o delegado.

Durante a coletiva, o delegado Ivo Martins ainda informou que Bruno é suspeito de ter envolvimento em pelo menos dois sequestros. Um deles aconteceu em 2012. A vítima foi Aline Vasconcelos Guimarães, que na época atuava como assessora parlamentar do ex-deputado Marcelo Ramos.

Bruno e Deivid foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventiva, expedidos pelo juiz da 3ª Vara do Tribunal do Júri, Mauro Moraes Antony. Eles foram indiciados pelo crime de homicídio qualificado e, ao final dos procedimentos na delegacia, serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Amazonianarede-DGP

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.