De “A Restauração ao SESC” a história de um prédio símbolo de Manacapuru

(Amazonianarede – Voz de Manacapuru)

Poucos conhecem a história de um dos mais importantes e centenário prédio de Manacapuru, município que integra a Região Metropolitana de Manaus.

Todo manacapuruense conhece e sabe onde fica um dos mais antigos prédios da cidade, o atual Sesc Restauração, na avenida Eduardo Ribeiro, no Centro da cidade, mas, se lhe perguntassem quais as origens desse prédio tão antigo? Qual o seu papel na história de Manacapuru? Você saberia responder? Poucos são os que conhecem um pouco dessa história de um prédio que é um dos marcos da “Princesa do Solimões” como é conhecida a cidade.

A verdade é que pouco se conhece sobre o contexto histórico desse prédio de grande valor arquitetônico e marcante na história do município de Manacapuru.

A denominação

A Restauração, como era conhecido, é um prédio que foi inaugurado em 1º de janeiro de 1898. O nome é uma homenagem ao movimento conspirativo deflagrado por volta de 1640, por 56 patriotas portugueses, com o objetivo de libertar Portugal do julgo de Castela (1580-1640).

Essa denominação justifica-se pelo fato de que os proprietários eram de origem portuguesa e, sonhando com sua nação restaurada, atribuíram este nome ao prédio.

Papel fundamental

Enquanto servia de residência para seus proprietários, a Restauração se destaca historicamente como sendo, por longos anos, a mais importante casa de comércio de Manacapuru.

Sua historia está intrinsecamente relacionada com o desabrochar do comércio local, sendo fundamental para a introdução das práticas mercantis precursoras do capitalismo.

A casa operava o escambo, a troca, forma primitiva de relação econômica. Era mais que uma loja. Era similar às antigas “casas de aviação”, trazendo vários produtos importados atrativos para a população da época, ribeirinhos, seringueiros, pescadores, indígenas etc.

Os produtos iam desde a panaceia antiofídica, remédio contra picadas de animais de peçonha, aos picolés de formato peculiar, que causavam verdadeiro frenesi na época.

Os produtos eram trocados por outros produtos naturais coletados pela população local, que era sempre explorada. A impressionante resistência da construção, que atravessa gerações, faz com que este velho prédio tenha um amplo valor arquitetônico para Manacapuru.

Situação atual

Após décadas de abandono, a velha construção em ruínas passou a fazer parte de um novo projeto, já em posse do Serviço Social do Comercio (Sesc).

Passou por intensa reforma, ganhando cores e acessórios modernos, num novo contexto histórico.

Após a reinauguração, dia 16 de julho de 2003, recebeu a nova nomenclatura e passou a ser chamado de “Sesc Restauração”.

No local funcionam, atualmente, vários projetos sociais, como Sesc Ler, Projeto Jovem Cidadão, música e teatro, além de Educação de Jovens e Adultos (EJA), entre outros.

O prédio hoje dispõe de biblioteca, sala de cinema com capacidade para 40 pessoas, galeria de exposição de obras de artes e um anfiteatro, tudo disponível para a população manacapuruense.

A Restauração foi reinaugurada como uma homenagem à grande façanha dos comerciantes portugueses e à sua grande importância para a historia de Manacapuru.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.