Comércio informal volta às ruas do centro de Manaus

Foto - Sérgio Costa
Foto - Sérgio Costa

Amazonianarede – Sérgio Costa

Manaus – De nada, ou quase nada, adiantou a operação desenvolvida pela Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento – Sempab – para retirar das ruas do centro da cidade os vendedores de frutas e legumes, que tomam os espaços dos pedestres nas calçadas e até chegam a invadir o asfalto, em busca de locais para exporem suas mercadorias.

Ontem (12), a reportagem do Portal Amazonianarede, constatou que o problema continua e muito provavelmente com maior presença de ambulantes. Na rua da Instalação as bancas de frutas e legumes tomam todos os espaços, se misturando com os camelôs que possuem registro junto a prefeitura. Um desses vendedores, mais ousado, instalou uma barraca onde comercializa água de côco, em plena esquina, atrapalhando ainda mais o já conturbado trânsito de Manaus.

Durante o período que a reportagem permaneceu na área central da cidade não foi verificada a presença de nenhum fiscal daquela secretaria.

Denúncias

Já foram várias as denúncias da existência de aluguel e venda de pontos comerciais, de forma irregular, feita por pessoas que possuem diversos pontos para negócios.

Seu João (nome fictício) conta que trabalha há mais de dez anos no centro, com produtos para telefone celular. Ele diz que é uma máfia muito bem protegida que fica nas mãos de poucas pessoas. “Ninguém pode falar nada, mas todo mundo sabe que existe este tipo de comércio. O aluguel de um ponto pode custar R$ 150, por semana e a venda sai bem mais caro, em torno de R$ 15 a 20 mil”, confirmou.

O certo é que um grande número de pontos para camelôs passam dias fechados, sem que algum trabalhador use para vender suas mercadorias. A situação pode ser vista em áreas próximo ao Mercado Adolpho Lisboa, na própria Instalação, na Sete de Setembro e em várias ruas do centro da cidade, conforme as fotos feitas pela reportagem.

Foto - Sérgio Costa

Foto - Sérgio Costa 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.