Centro qualificador de Ginecologia já está funcionando

Exames ginecológicos
Exames  ginecológicos
Exames ginecológicos

Manaus, AM – Reforçar a oferta de tratamento para as lesões precursoras do câncer de colo uterino e, também, servir como centro capacitador para os profissionais da área, que atuarão em polos regionais do Interior do Estado e em policlínicas, da capital. É a meta do Centro Qualificador de Ginecologia do Amazonas (CQG-AM), da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), que inicia atividades nesta segunda-feira (17).

A unidade, que começou a funcionar nesta segunda-feira (17), em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), está funcionando no Ambulatório Araújo Lima, anexo ao Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV).

O início das atividades, realizado no auditório Dr. Zerbini, do HUGV, teve uma apresentação sobre o funcionamento do novo serviço e foi acompanhado pelo secretário Pedro Elias e a reitora da Universidade Federal do Amazonas, Márcia Perales.

De acordo com o secretário estadual da Sáude, os Centros Qualificadores de Ginecologia integram um projeto desenvolvido pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA), do Ministério da Saúde, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ao qual o Amazonas, a partir de iniciativa da Susam, aderiu no ano passado.

Segundo Pedro Elias, os médicos ginecologistas que coordenarão o CQG-AM, realizaram treinamento no INCA, no Rio de Janeiro. Eles, agora, atuarão como multiplicadores e serão responsáveis pela capacitação dos profissionais das Policlínicas de Manaus, indicadas para atuarem como Serviço de Referência para diagnóstico e tratamento de lesões precursoras do câncer de colo de útero (SRC), e das equipes dos polos regionais de saúde do interior.

O objetivo do CQG é capacitar os profissionais que atuam nos SRC, para estruturar esses polos secundários para tratamento de lesões de alto grau, que acometem o colo uterino, e que, tratadas a tempo, evitam o câncer nesta região.

“A intenção é que seja um processo contínuo de capacitação médica. Inicialmente, iremos priorizar cinco municípios do interior que estão sendo definidos, além de cinco policlínicas na capital, que serão habilitados pelo Ministério da Saúde como SRC”, acrescentou o secretário de Saúde.

Os médicos ginecologistas serão capacitados para realizarem exames específicos de detecção das lesões precursoras, bem como, para o tratamento delas. Entres os procedimentos estão a colposcopia (exame do colo útero por meio de equipamento óptico), a biópsia de colo, exérese da zona de transformação do colo (EZT), para tratar as lesões pré-malignas, que antecedem o câncer, e a cirurgia de alta frequência de colo uterino, entre outros.

“Com esse reforço, será possível receber a paciente na unidade de saúde, tratá-la e acompanhá-la. Assim, poderemos descentralizar este serviço, cuja maior parte está concentrada, hoje, na FCecon (Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas), que é a unidade de tratamento terciário do câncer, referência em toda a Amazônia Ocidental e que também é vinculada à Susam”, destacou Pedro Elias.

Amazonianarede-Susam

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.