Capitania aperta a fiscalização para o Festival de Parintins

Manaus – Milhares de apaixonados pelo Festival de Parintins e torcedores dos bumbás Caprichoso e Garantido já estão na ilha, outros navegam pelo rio Amazonas e tem os que ainda estão arrumando as malas para embarcar rumo a cidade de Parintins, na região do baixo Amazonas, onde é realizada uma das maiores manifestações culturais e folclóricas do Norte do País, nos dias 28, 29 e 30, este ano com os dois astros da festa comemorando centenário.

Com a aproximação do evento, cresceu muito o movimento no Porto da Manaus Moderna, de onde os barcos todos enfeitados com bandeirinhas azuis e vermelhas nos mastros, partem levando os torcedores dos dois bumbás que entrarão na nova Arena na noite do dia 28 com o objetivo de conquistar o Festival do centenário.

Seo João Penha Soares, é comerciante na Praça 14 e afirma que há mais de dez anos deixa os negócios no comércio com os filhos e o cunhado e parte com a sua mulher, Filomena (Filó), para as alegrias do Festival de Parintins e formam na arquibancada azul, torcendo pelo Caprichoso.

“A Festa é muito ainda e boa, além de Parintins ser uma cidade agradável de gente boa e aonde ao longo desses anos de frequência no Festival já construí muitos amigos” – afirma o comerciante.

Dona Iracema Serrão, que trabalha com vendas, disse que sempre assistiu o Festival pela TV, mas este ano, resolveu conferir a festa de perto. Ela não sabe em qual arquibancada irá assistir as apresentações, para ela tanto faz Caprichoso ou Garantido. “Não torço por nenhum , por isso quem ganhar está bem pra mim. O importante é a festa e que tudo possa transcorrer com muita paz e alegria” – prognosticou.

Ela disse ainda, que vai de barco para curtir emoção de uma viagem pelo rio Amazonas e como tem compromissos em Manaus logo na segunda-feira, garantiu que a volta será por via aérea.

As saídas dos barcos ocorrem em variados horários, mas a grande maioria prefere desatracar nos finais de tarde e navega toda a noite para chegar nas primeiras horas da manhã no festeiro destino, na cidade que está “vestida” e dividida com as cores azul e vermelho de Caprichoso e Garantido.

Quem já está calejado de fazer esse percurso por via fluvial, garante que a viagem pelo rio Amazonas “é um grande barato e rola muita animação, com todas dos dois bumbás e o mais importante é que tudo acontece na santa paz. É uma curtição muito legal” – diz o jovem Josemir Andrade de Albuquerque que gosta do Garantindo, mas o que ele custe mesmo é o Festival.

Tempo da viagem e preços

O tempo de viagem para sair de Manaus e chegar a terra do Festival é variável, de acordo com a modalidade de transporte. Por via aérea o percurso é coberto entre 50 e 60 minutos. Por barco, através do rio Amazonas, esse tempo nos chamados “barcos ajato” poderá ser feito em torno de 8 horas e nos tradicionais barcos de linha, esse tempo sobe para 18 horas.

Os preços das passagens também variam de acordo com a qualidade da embarcação. Para quem vai viajar utilizando redes, os preços variam de R$ 1oo a R$ 150,00. Quem desejar mais privacidade e luxo, com ar condicionado nos camarotes, o preço sobre para R$ 200 à 250,00.

Nos chamados barcos de linha, a embarcação serve apenas o café da manhã, mas em todos esses funcionam lanchonetes que segundo os próprios viajantes garantem que dá para matar a fome, além da comercialização de refrigerantes e bebidas durante a viagem.

Na época do Festival as companhias aéreas costuma operar com voos extras para atender a demanda e vários já saíram ou estão programadas pelas duas companhias que cobrem a cidade de Parintins, a Azul e a Map.

Os voos normais, sempre decolaram do Eduardinho a noite, por volta das 23 horas e retornam quase no final da manha. Para os voos normais, a passagem de ida, na Azul custa R$ 181,90 e a volta 161,90, já na Map, trabalhando com promoção, o valor da ida é de R$ 149,90 e a volta o mesmo valor.

Quando os apaixonados pelo Festival resolvem enfrentar um voo extra, a elevação nos preços das passagens é bem considerável. Na Azul, a ida custa R$ 429,90 e o retorno vai para 1.111,90. Na Map o preço é um poço mais suave. A ida custa R$ 469,90 e o retorno, 399,90.

Fiscalização rigorosa

A Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental garante que neste período a fiscalização no Porto da Manaus Moderna, Parintins e nas proximidades de Manaus, a fiscalização é intensificada e barcos-patrulhas costumam fazer abordagens em embarcações no rio e os barcos flagrados com excesso de passageiros, sem coletes salva-vidas, extintores de incêndio, tripulação inadequada , excesso de lotação e outras irregularidades, são impedidos de prosseguir viagem.

De acordo com a assessoria do órgão, ainda não há como mensurar quantas embarcações e passageiros partirão para Parintins, mas a estimativa é que ultrapassem o ano passado, quando foram contabilizados 304, com aproximadamente 15 mil pessoas.

Por meio de sua assessoria, a Capitania avalia que os proprietários de embarcações já estejam sintonizados com a necessidade de estar em dia com o cumprimento das normas de segurança da navegação, o que poderá de alguma forma vir a facilitar o serviço de fiscalização que vai ser intensificado esta semana, quando cresce a demanda por passagens para Parintins e muitos barcos aproveitam para fazer o transporte.

(Amazonianarede – Osny Araújo) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.