Bumbódromo de Parintins é o maior teatro a céu aberto da América Latina

O Bumbódromo de Parintins (a 369 km de Manaus) subiu do status de arena de espetáculos para o maior teatro a céu aberto da América Latina. A afirmação é do cenógrafo e autor do projeto de iluminação do Bumbódromo, Piter Gaspar, que foi contratado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cultura (SEC), para trazer esse conceito ao espaço.

O sistema de som e iluminação foi um projeto incorporado à reforma do Bumbódromo com o intuito de profissionalizar os recursos utilizados na apresentação dos bumbás. Conforme Gaspar, a capacidade de iluminação foi ampliada em 40 vezes, com equipamentos de alta tecnologia utilizados em grandes espetáculos nos EUA. A parte de sonorização além de moderna, passa a fazer parte da estrutura fixa do Bumbódromo.

Todos os equipamentos de som e iluminação estão montados em uma estrutura metálica suspensa a mais de 21 metros do chão, apesar da altura, a estrutura oferece acessibilidade aos operadores desses equipamentos. A armação metálica, que lembra a cabeça de um boi, possibilita ainda montagem cênica para os bumbás.

“Toda estrutura, que leva em consideração luz, som e capacidade cenotécnica transforma a arena de espetáculo dos bumbás em um grande teatro a céu aberto. Só os EUA já fez isso”, comentou Gaspar, que também assina o projeto de iluminação do Cristo Redentor no Rio de Janeiro e monumentos do arquiteto Oscar Niemeyer, além de ter trabalhado como cenógrafo para a Rede Globo.

Nível tecnológico – Segundo o técnico, o projeto tem capacidade de atender as necessidades dos bois por até vinte anos. “Os bois inovam a cada ano com novas ideias e com espetáculos que exigem a cada edição um esquema de iluminação diferente para valorizar as alegorias. Esse projeto atende em nível tecnológico pelas próximas duas décadas”, disse. Gaspar ressaltou que, afixado à estrutura suspensa, estão disponíveis três tipos de refletores: refletores móveis, refletores com filtro de cor e com lâmpadas incandescentes.

Para o secretário de cultura, Robério Braga, essas novas possibilidades elevam ainda mais a qualidade do espetáculo. “O Festival de Parintins tem um nível artístico altíssimo. Então, quando o governador Omar Aziz autorizou o investimento no Bumbódromo foi com o objetivo de fornecer suporte técnico à altura dos nossos artistas”, destacou Robério Braga.

(Agecom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.