Brasil e Espanha decidem Copa que tem influência na eleição da CBF e pedido de CPI

Rio – A final da Copa das Confederações, neste domingo, terá reflexo na política doméstica da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e até em Brasília. Uma vitória do Brasil sobre a Espanha irá turbinar a campanha de Marco Polo Del Nero à presidência da entidade.

Ao mesmo tempo, deputados e senadores interessados em instalar a CPI da Copa acreditam que uma eventual derrota do Brasil vai ajudar a emplacar a investigação mista, no Senado e na Câmara.

Considerado mentor de José Maria Marin, Del Nero é visto como arquiteto da troca de Mano Menezes por Luiz Felipe Scolari no comando da seleção brasileira. A conquista do título representará uma reviravolta no status da seleção desde que Marin e Del Nero, vice da CBF e presidente da Federação Paulista, assumiram o poder.

Sob o comando de Mano Menezes, a seleção estava desacreditada e não tinha o apoio popular. O título em cima da atual campeã do mundo consolidaria a recuperação da imagem da seleção sob nova direção, além de coroar a lua de mel entre a equipe de Felipão e a torcida.

Melhor ainda para Del Nero que antes a seleção era comandada por Andrés Sanchez, o seu provável adversário no pleito do primeiro semestre do ano que vem. A conquista do título com uma drástica mudança de rota seria uma vitória direta de Del Nero sobre Andrés.

Durante a Copa das Confederações, Del Nero e Marin participaram de pelo menos dois jantares com presidentes de federações. “Não conversamos sobre eleição”, disse o vice da CBF após jantar promovido pela Federação Mineira, em Belo Horizonte, na véspera de Brasil x Uruguai.

Já em Brasília, a possível conquista da seleção é encarada por parlamentares como um fator que atenue os protestos espalhados pelo país. “Mas se a seleção perder, a insatisfação popular vai aumentar, a pressão sobre o governo também. Aí teremos mais chances de conseguirmos instalar a CPI da Copa”, disse ao um congressista que pediu para não ser identificado.

O deputado Izalci (PSDB-DF) está recolhendo assinaturas para instalar uma CPI no Senado e na Câmara para investigar obras supostamente superfaturadas e outras irregularidades em projetos da Copa do Mundo. Além disso, há um pedido de CPI feito pelo deputado Romário na fila de espera da Câmara. “A instalação de uma CPI segue o regimento interno da Câmara. Não é isso ou aquilo que vai fazer ser instalada”, disse Vandenbergue dos Santos Sobreira Machado, diretor de assessoria legislativa da CBF e que está no Rio para acompanhar a decisão.
Em Salvador, Bahia, outro jogo reúne duas seleções campeãs do mundo, na decisão do terceiro e quarto lugares. O jogão será entre Uruguai e Itália.

(Amazonianarede – Agências) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.